Últimos assuntos
» ♦ Treino com Arcos e Armas ♦
Hoje à(s) 5:17 am por Cassidy Volkova

» MVP - Pinça Destruidora - Hunter e Liodas
Hoje à(s) 4:58 am por Hipnos

»  ✮ Clareira do Alba ✮
Ontem à(s) 8:56 pm por Hannah Crowler

»  ✮ Lago ✮
Sex Out 20, 2017 11:25 am por Achilles von Schönborn

» MVP - O Pássaro de Ouro - Melissa Thorne
Qua Out 18, 2017 6:36 pm por Hipnos

» MOP - Retiro - Pseustes
Qua Out 18, 2017 6:11 pm por Hipnos

» GvP - Ares vs Nine
Qua Out 18, 2017 4:52 pm por Hipnos

» Campos de Morango - ATUALIZADO 21/12
Ter Out 17, 2017 9:23 pm por Hipnos

» Enfermaria do Acampamento
Ter Out 17, 2017 1:40 pm por Hipnos

Irmãos
3 de 5
Créditos
» Skin obtenido de Captain Knows Best creado por Neeve, gracias a los aportes y tutoriales de Hardrock, Glintz y Asistencia Foroactivo.
» Demais Créditos ao fórum e a Mayu Amakura da Lotus Graphics.
Elite
6 de 9
Parceiros
27 de 33

Enfermaria do Acampamento

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Panteão em Sex Maio 20, 2016 9:58 pm



Enfermaria
CUIDADORES!
Local onde todos os semideuses feridos são tratados, normalmente por filhos de Apolo que possuem o dom da medicina, sempre está com mais feridos depois da caça a bandeira, toda sexta-feira.

Cada postagem na enfermaria (troa de ataduras, recebimento de vacina, etc) recupera-se 50HP/MP. Pode-se postar quantas vezes quiser na enfermaria, mas apenas as duas primeiras postagens serão consideradas como tratamento de ferimentos.

Aqui também há NPCs responsáveis pelos tratamentos e cada um deles tem uma tecnica diferente de cura. Um deles se chama Cedric, um garoto moreno filho de apolo que tem mãos habilidosas para o tratamento de injúrias. Se usado, o paciente recupera 100HP/25MP ao invés do habitual.

Outro dos enfermeiros se chama Alex, muito sério e carrancudo, mas lida bem com situações extremas. Se usado, o paciente recupera 75HP/MP.

Há também um meio-demônio vivendo nas dependências do acampamento. Ele é bem tímido, mas conhece as artes da restauração de energia. Ele é um parente bem próximo da nova deusa Granita e ambos compartilham um passado trágico. Se usado, Allan recupera 25HP/100MP do paciente.

Para saber mais sobre eles, vá até a biblioteca e procure a lita de NPC's Campistas.

avatar
Mensagens : 297
Ver perfil do usuário http://godlikeheroes.forumeiros.com.pt
PanteãoDeuses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Alexander Pride em Qua Jun 29, 2016 5:05 pm

ENFERMARIA

Filho da Magia
Explicar para Quíron parecia ter sido uma eternidade, fiz também várias perguntas ao longo do meu depoimento, recebendo perguntas um pouco evasivas para o meu gosto, já estava ficando sem paciência, ao terminar de explicar cada detalhe, Quíron me parabenizou pelo feito e vários campistas também, nem sabia onde botar a cara, certeza que meu rosto ficou vermelho, eu havia sido um herói junto a prole de Dionísio, o centauro me disse que ele era filho do Sr. D e depois me diria do que o Sátiro estava a falar, mas primeiro ele tinha que ir conversar com o deus do vinho.

Logo que terminei e alguns campistas me parabenizaram, ainda sentia aquele corpo nos meus braços, não sabia o motivo, mas o garoto não saia da minha cabeça, eu estava machucado, mas ele estava pior. Saí caminhando rapidamente para a enfermaria, queria vê-lo, talvez fosse egoísmo meu, mas como salvei a vida dele, ele poderia me agradecer, ou talvez fosse apenas uma desculpa para tê-lo perto de mim.


Alguns filhos de Apolo estavam terminando de fazer os curativos naquele belo corpo deitado na cama, um veio na minha direção para tratar dos meus ferimentos leves, não dando muita atenção no garoto que estava cuidado de mim, meus olhos estava fixo no garoto da cama, o filho de Dionísio. Ele foi heroico, meus sentimentos estavam confusos, logo que o garoto terminou de me enfaixar na perna, olhei ao redor, vendo que só eu e a prole do vinho ficamos naquele quarto da enfermaria. -O que você tem Alex? - Murmurei para mim mesmo. Dei um sorriso pegando uma cadeira, encostando ela perto da cama, de modo que meus braços chegavam a cama, enquanto me deitava perto da cabeça dele, acho que adormeci, pois a última coisa que lembrava era a névoa na minha mente e no fundo dela um garoto com rosto angelical sorrindo para mim.  



ATUALIZADO!


avatar
Mensagens : 123
Ver perfil do usuário
Alexander PrideFilhos de Hecate

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Axl Valentine em Qua Jun 29, 2016 6:44 pm

Eu não sei o que estava acontecendo. Era pra eu ter morrido ontem, mas aparentemente, eu ainda estava vivo. Eu ouvia vozes, mas meus olhos não queriam abrir de jeito nenhum. Senti um pessoal me lavando e trocando minhas roupas para que eu pudesse ficar na enfermaria. Enfaixaram meu peito com unguento e colocaram outras ataduras pelo meu corpo. Eu estava um bagaço iguais as uvas que meu pai amassava.

O fato era que eu acordei por causa da imensa luz que entrava ali na enfermaria. Não havia outros filhos de Apolo, mas alguém estava deitado do lado da minha cama. Levei um susto quando percebi que era o garoto de ontem - HEY! - sentei na cama, não me importando com meus ferimentos - O que tá fazendo na minha cama?! - perguntei indignado. Eu não havia dado liberdade pra ninguém se preocupar comigo, ainda mais, deitar a cabeça próxima da minha.

Meus olhos verdes como uvas o encaravam e meu coração se acelerava. Senti minhas bochechas quentes e meu corpo violado. Desviei os olhos por um instante e mordi os lábios. "O que ele pensa que tá fazendo?" - pensava enquanto me cobria com os lençóis do meu leito.



ATUALIZADO!


avatar
Mensagens : 134
Ver perfil do usuário
Axl ValentineFilhos de Dionísio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Alexander Pride em Qua Jun 29, 2016 7:32 pm

ENFERMARIA

Filho da Magia
Ainda estava com a cabeça abaixada quando senti uns movimentos na cama, não dei bola, pensei que o garoto ainda estivesse dormindo. Ainda estava sonhando com aquela luta, sempre que fechava os olhos, aqueles olhos vermelhos como lava me observavam, eu estava muito curioso para saber o que era aquele sátiro e o centauro não me deu as respostas que eu queira, fazendo minha curiosidade aumentar mais ainda.

Quando escutei o Hey e sua indignação nas palavras, me levantei com calma, abrindo a boca levemente me espreguiçando. –Queria saber como você estava e acho que acabei dormindo. – Dando um sorriso ao reparar na vermelhidão no seu rosto, ele estava com vergonha, e no fundo adorei aquilo. –Como você está se sentindo? – Perguntei, ainda com o sorriso no rosto, observando aqueles olhos verdes, hipnótico de um jeito angelical.


Eu queria arrancar meu coração, havia algo de errado comigo. Suspirei devagar, ainda sentado na cadeira, suspirando levemente, dando uma olhada pela janela aberta. –Eu fiquei preocupado na verdade. Você parecia morto naquela hora. Obrigado por ter feito aquilo, meio estúpido, mas ainda sim uma boa ideia para um novato. Você queria morrer? – Perguntei, virando-me para olhar em seu rosto, olhando delicadamente cada parte de seu corpo, mesmo que ele tenha se coberto com o lençol.  



ATUALIZADO!


avatar
Mensagens : 123
Ver perfil do usuário
Alexander PrideFilhos de Hecate

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Axl Valentine em Qua Jun 29, 2016 7:45 pm

O garoto me olhava como se buscasse algo de mim. Eu o olhei de relance e o garoto estava sorrindo de uma forma que me deixava ainda mais bobo. Ele não precisava dormir do meu lado pra saber como eu estava. Era só esperar eu acordar ou deixar recado. Suspirei, prendendo o ar por alguns segundos dentro de mim - Vou bem... Obrigado - falei com a voz tremula, ainda morrendo de vergonha.

Seus olhos ainda buscavam algo em mim e eu só me sentia mais e mais violado. Era como se o garoto quisesse me consumir ali mesmo. Eu sei que eu devo ser delicioso, mas eu não sou garoto de farra. Mas quando percebi, ele havia perguntado se eu queria morrer. E, olha, não vou mentir pra mim mesmo: eu queria - Eu só queria fazer algo.... - confessei. Não menti de fato, mas falei algo que não era completamente mentira. O olhei no rosto, controlando minhas emoções e tentei relaxar um pouco - Não quero ser defendido como uma princesa... - confessei - Eu... eu preciso ser forte... - confessei e desviei os olhos para o restante da enfermaria. Era tudo muito branco.

Senti um pouco de paz e baixei a guarda. Não tinha porque eu ficar na defensiva. Ainda mais com um garoto que me salvou por pelo menos duas vezes - É... eu que devo agradecer primeiro... - disse baixinho, mas esboçando um sorriso. Meu pai, antes de morrer, disse que adorava meu sorriso e, acho que deve ser verdade. O olhei por completo, afundando meus olhos dentro dos dele.


ATUALIZADO!


avatar
Mensagens : 134
Ver perfil do usuário
Axl ValentineFilhos de Dionísio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Alexander Pride em Qua Jun 29, 2016 8:03 pm

ENFERMARIA

Filho da Magia
Ele era profundo, literalmente. Senti cada parte do seu corpo ao falar, seus músculos se retesavam, como se estivesse em uma briga, ele estava com o escudo levantado. Dei um breve sorriso e voltei a olhar para seu rosto, ouvindo sua resposta. Ele também não queria ser a princesa na torre precisando ser salva pelo seu príncipe encantado, ele queria ajudar e ajudou. Ele salvou nossas vidas do mesmo modo que fiz o mesmo, isso queria dizer que estávamos quites? Esperava que não.

Ele não respondeu minha pergunta direito, falou apenas algo superficial. Então isso queria dizer que ele queria morrer? Deu vontade de pega-lo nos braços e leva-lo para casa. Balancei a cabeça, minha mente estava uma confusão e esses pensamentos não paravam de vir. Achei fofo o modo como ele tentou agradecer, eu estava abaixando a guarda. E quando ele sorriu, meu mundo derreteu.



Não era um sorriso qualquer, era o sorriso, lindo e perfeito, daqueles que fazem todos prestarem atenção, como se toda alegre do mundo estivesse ali, com isso senti meu rosto esquentar e olhei para os lados quando seus olhos se fundiram ao meu, respirei fundo. Precisava me controlar, fui ali para saber como ele estava e não pra ficar envergonhado: Quem era aquele Alexander? Perguntei mentalmente, nunca havia baixado a guarda. Olhei novamente em seus olhos, deixando que eles se afundassem aos meus, dei um sorriso.

–Bom então cada um agradeceu... Você está melhor pelo visto, eles devem ter feito um ótimo trabalho. – Falei ainda olhando em seus olhos, não desviando. – O que estava fazendo ali naquele horário? As harpias poderiam ter te comido. – Falei com um tom de preocupação, aquilo estava errado, comecei a morder meu lábio inferior.
avatar
Mensagens : 123
Ver perfil do usuário
Alexander PrideFilhos de Hecate

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Axl Valentine em Qua Jun 29, 2016 8:32 pm

Era estranho ter alguém te olhando de volta e na mesma profundeza. Não sabia o que isso significava, mas sabia que era bom e estranho ao mesmo tempo. Meu pai me olhava assim sempre: Nos olhos e com a profundeza exata de gratidão, amor e compreensível com qualquer coisa que eu lhe dissesse. Esse garoto não tinha exatamente a mesma mirada, mas já era algo familiar e que ajudava a me tranquilizar.

Suspirei fundo e cocei minha bochecha, deixando os lençóis de lado, revelando meu tronco enfaixado por causa dos meus ferimentos - Eu ia fazer uma geleia pra minha irmã... - respondi sua pergunta. Não me importava as consequências do meus atos, ela queria a geleia e eu fui buscar ingredientes pra ela. Dei de ombros e sorri com o sol que fazia lá fora. Um sorriso sincero e bobo de distração.

Admirei o garoto e lembrei que não sabia seu nome. Então eu estendi a mão e - É... meu chamo Axl, Axl Valentine... - me apresentei. Abri um sorriso largo, mostrando todos os meus dentes brancos. Fechei meus olhos de forma simpática e meneei a cabeça para a direita, completando meu sorriso que meu pai tanto gostava. Se é pra dar o meu melhor, porque não com esse cara? Só espero que ele não me bata por ser sorridente demais

- E, como deve saber, sou filho do Senhor D, como vocês o chamam por ai.... - falei revirando os olhos. Eu só o chamo de pai e até o abraço sem pensar nas consequências. Acho que uma hora ou outra ele vai me fulminar.
avatar
Mensagens : 134
Ver perfil do usuário
Axl ValentineFilhos de Dionísio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Alexander Pride em Qua Jun 29, 2016 10:09 pm

ENFERMARIA

Filho da Magia
Olhei para ele profundamente, sentindo seus olhos não desviarem. Ao tirar o lençol que cobria o resto do seu corpo, me dando aquela visão gratificante. Ele não era musculoso, era definido e firme. As ataduras cobriam uma parte do seu membro, ficariam algumas cicatrizes, mas todo herói tem que ter pelo menos algumas.

Ele era cozinheiro pelo visto, o imaginei em uma cozinha fazendo geleia, tive que sorrir com aquela imagem. Ele era atencioso com os irmãos, o inverso de mim, que sempre brigava com os meus irmãos e saia literalmente na porrada de magia, no momento eu era o segundo mais poderoso do chalé (o primeiro era Hikari, nosso treinador de livro e magia) e gostava disso, magia é poder, eu sempre falava isso para os meus irmãos. Ao vê-lo sorrir com o sol batendo em seu rosto seu belo rosto ficou mais bonito ainda, uma tamanha contemplação.


Suspirei, ele se chamava Alex, demorou uns segundos para reparar que ele estava se apresentando. Abri um sorriso para ele, onde o mesmo fez o mesmo mostrando sua dentadura bela, tão branquinha. Axl Valentine, esse seria um nome que ficaria gravado na minha mente. –Axl Valentine. – Falei murmurando, reparando que o garoto poderia ter escutando, mas não liguei, queria que ele soubesse que gostei do nome. –Me chamo Alexander... Alexander Pride, filho de Hécate, herdeiro da magia. – Gostava de me gabar as vezes, e queria surpreender ele. –Ainda em treinamento, claro. Não sou muito poderoso ainda, mas pretendo ser. Como você, eu não gosto de ser socorrido. – Dando o meus mais sincero sorrido, lambendo o lábio inferior levemente no processo. Aproximando-me mais um pouco dele.
avatar
Mensagens : 123
Ver perfil do usuário
Alexander PrideFilhos de Hecate

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Axl Valentine em Qua Jun 29, 2016 10:58 pm

Metido.

Essa foi a primeira impressão que tive dele. Se gabando de ser filho de Hecate e herdeiro de não sei o que, Não que eu ligasse muito pra isso. Adoro ser filho de Dionísio e parece que os monstros adoram me perseguir, a exemplo da experiencia de ontem. Mas enfim, revirei os olhos e notei que o garoto estava se aproximando. Fiquei nervoso, mas engoli seco, tentando não soar aflito com a aproximação.

Eu nunca me senti estranho quando os outros ficam perto de mim, pois eu sei que eles só querem me bater, mas não sinto essa vontade em Alexander... E acho que é isso que me incomoda. Porque ele não quer me bater? Será que não fui feliz o suficiente? será que ele me acha um saco e que não vale a pena me dar um soco na cara por ser feliz demais? O que será que Alexander está pensando no momento. Eu estava torcendo para que ele me desse um soco e que acabasse esse meu tormento.

Eu o fitava...

Olhava seus lábios umedecidos....

Eu o fitava...

O olhava....

-  Eu.... - gemi algo que nem mesmo eu acompanhava. O que estava havendo? Senti uma pontada de dor, e meu rosto fez uma careta.
avatar
Mensagens : 134
Ver perfil do usuário
Axl ValentineFilhos de Dionísio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Alexander Pride em Qua Jun 29, 2016 11:53 pm

ENFERMARIA

Filho da Magia
Continuei com aqueles olhares, eu ainda estava perto dele e ele não desviava o olhar, mas sua expressão era de nervosismo ou talvez fosse impressão minha, dei um sorriso se ele soubesse que eu também estou nervoso não estaria assim.

Fiquei imaginando aqueles lábios perto dos meus, roçando levemente os meus, enquanto levemente eu os mordia, sentia engoli em seco, eu queria beija-lo e parecia explícito, mas não arredaria, seria minha primeira vez na verdade, meus irmãos nem sonhavam com isso, caso contrário seria motivo de pirraça. Continuei a fita-lo com um sorriso no rosto, mas de repente sua expressão mudou. Será que ele estava com nojo de mim? Pensei mentalmente, mas acho que era dor.


-Desculpa, pode me odiar depois...- Não terminei de falar, pois logo meus lábios se juntaram aos deles, delicadamente, fazendo leves movimentos, umedecendo eles. Esperava está fazendo certo, sua boca era doce e eu continuava a beija-lo delicadamente para não machuca-lo. Sentia meu rosto vermelho como fogo.
avatar
Mensagens : 123
Ver perfil do usuário
Alexander PrideFilhos de Hecate

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Axl Valentine em Qui Jun 30, 2016 2:16 am

Tudo aconteceu rápido demais. O garoto avançou e sem que eu pudesse conter, ele havia colado os lábios nos meus. Se tentei resistir? Não. Não tive tempo de pensar em nada. O máximo que aconteceu foi eu entregar meus lábios a ele e corresponder o beijo. Seus lábios eram macios e por mais que me beijasse com carinho, eu sentia que ele pedia mais de mim e mais e mais e mais. Senti um calor e o correspondi com mais vontade. Eu nunca havia feito isso... Beijar um estranho estava fora de mim, mas eu o fiz. Ergui uma das minhas mãos, mas não encostei nele.

Meu rosto estava corado e pude sentir que Alex também estava quente. Eu lhe devolvi um, dois e três beijos e quando me dei por mim, eu o estava querendo. Abri os olhos e empurrei o garoto pra longe de mim. Quem lhe deu o direito de me beijar ou de se aproximar de mim? Olhei para baixo, super tímido e levantei-me da cama - Desculpa.... - falei sério e com rispidez. Eu tinha toda a razão de estar bravo. Onde já se viu, violar os lábios de alguém assim?

Recolhi o que era meu e saí da enfermaria sem olha-lo.
avatar
Mensagens : 134
Ver perfil do usuário
Axl ValentineFilhos de Dionísio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Brandon Phillips em Ter Jul 12, 2016 5:41 am



The Hospital
Recovering Health


____
Eu tinha acabado de me despedir de Yavok, o garoto seguia para o seu chalé, enquanto eu me direcionava para o para a enfermaria. Ao chegar com o ombro enfaixado no local, logo me colocaram em uma maca e começaram a me tratar. Quem era o responsável pelo meu tratamento era Keith Konors, um dos meus irmãos que foi logo começando a conversa enquanto desenrolava o meu ombro.

— Max, parece que você voltou vivo! que bom!

— Voltar vivo de uma missão é motivo de comemorar? eu não me acostumo com isso.


— Para de ser pessimista, então — Falava ele enquanto tirava a última parte das bandagens — Agora você pode me falar quem costurou e fez esse curativo para eu poder matar?

— Está tão ruim assim?

— Sim... está, mais uns 3 ou quatro dias e seu braço poderia gangrenar.

— Não fala isso...

—  Verdade, se não fosse por sua cura natural do sol, isso já teria acontecido.


Continuamos conversando enquanto ele fazia os curativos, ele me deu um líquido para que eu tomasse, era bom, tinha gosto de suco de Laranja com leite que minha mãe fazia nos finais de semana de verão. Falamos sobre várias coisas, O acampamento, minha missão, fofocas, muheres (que eram a preferência dele), homens, (que era a minha), e quando ele finalmente terminou.

— Hum... então qual dos deuses você pegaria?

— Assim? desse jeito?

— Sim, eu gostaria de ter uma noite com Perséfone.

— Perséfone, Keith? Não acha perigoso?

— O perigo vale a pena, hehehe! e você?

— Eu, bem... já que você tocou no assunto... adoraria ficar com Héracles.

— Olha! gosta de um cara grande ein?

— Cada um tem suas preferências não? hehehe!

Enquanto saia da enfermaria, Keith me dava algumas recomendações, eu deveria ir para a praia e tomar um banho de sol, assim eu me recuperaria mais rápido, decidi seguir suas ordens, afinal contrariar ordens médicas seria idiotice.

--------

Copyright Little Wonka © All rights reserved


ATUALIZADO
avatar
Mensagens : 75
20
Ver perfil do usuário
Brandon PhillipsFilhos de Hebe

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Alexander Pride em Ter Jul 12, 2016 8:37 pm

ENFERMARIA

Filho da Magia
Já havia passado um tempo desde que fui levado para a enfermaria, meus irmãos e os irmãos de Axl estavam nos procurando, havíamos sumido por um dia inteiro. Achei muito estranho, na água pareceram apenas horas, mas deixei de lado. Olhei para meu dedo onde meu anel estava a esposa de Poseidon nos havia dado um anel teleportador, isso era fantástico. E Axl possui um, então poderíamos dizer que era um conjunto e que eram apenas anéis de namoro.


Olhei para Axl, ainda não havia perguntando se ele queria namorar comigo, ainda estava em duvida, até um tempo atrás eu era cru, uma pessoa completamente diferente dessa atual, suspirei. Minha perna estava enfaixada, agradeci silenciosamente por aquela deusa ter estancado o sangramento, caso contrário teria perdido a perna de acordo com as proles do sol. –Como você está? – Perguntei baixinho, esperando que Axl estivesse acordado. Mordi o lábio silenciosamente. Deveria ter outros semideuses ali, não queria curiosos ouvindo nossa conversa. –Tenho uma proposta para você. – Falei ficando vermelho, será que ele aceitaria? Perguntei mentalmente para eu mesmo. Ainda me sentia um pouco fraco, mas por tudo o que aconteceu, valeu apenas, já que estava com quem queria estar.



ATUALIZADO!


avatar
Mensagens : 123
Ver perfil do usuário
Alexander PrideFilhos de Hecate

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Axl Valentine em Ter Jul 12, 2016 8:45 pm

Eu estava sonhando com um festival de uvas quando meu sonho foi interrompido com uma voz conhecida que chamava pelo meu nome. Abri os olhos e levantei-me na cama. Alexander estava do meu lado todo enfaixado. Saí da cama aos tropeços e o abracei forte, tateando seu corpo para ver se ele estava ali mesmo, testando minha mente para saber se ele não era uma ilusão da minha mente.

- Você tá bem?! - perguntei atencioso demais. Bom demais, Bobo demais. Apaixonado demais. Preocupado demais - E sua perna?! - tirei o lençol do garoto para ver se a perna dele ainda estava lá. Agarrei ela e olhei nos olhos do garoto - Tá doendo?! - Perguntei rolando os olhos pelo seu rosto, procurando alguma resposta.

Ele me disse algo, mas nem dei muita bola. Sabe se ele estava bem, era o que eu queria saber.


ATUALIZADO!


avatar
Mensagens : 134
Ver perfil do usuário
Axl ValentineFilhos de Dionísio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Alexander Pride em Ter Jul 12, 2016 9:03 pm

ENFERMARIA

Filho da Magia
Realmente ele era fofo, diferente, preocupado, sincero. Analisava cada detalhe da sua preocupação, mordi o lábio inferior dando um sorriso sincero. Eu realmente gostava dele. –Eu estou bem. – Falei dando de ombros, depois voltando a olha-lo. –Sente-se aqui, antes que você caia. - Falei, pegando-o pelo braço, deitando-o do meu lado. – Dói um pouco ainda, mas levemente.  Mas é uma dor gostosa, não incomoda. – Sorri para ele, olhando para seus lábios, pegando em seu queixo, puxando-o para um beijo bem demorado.


Parei e continuei a olha-lo. –Você é perfeito, sabia? – Voltei a beija-lo novamente, sentindo minha língua penetrar em sua boca, o doce gosto de uvas verdes vinha para mim, era gostoso, ele poderia ser até comestível, mas isso seria canibalismo. –Que tal ser meu? Quero dizer... Ser meu... uhm... namorado. – Falei, olhando ao redor, ficando vermelho, acabei enrolando a língua me atrapalhando nas palavras.  



ATUALIZADO!


avatar
Mensagens : 123
Ver perfil do usuário
Alexander PrideFilhos de Hecate

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Axl Valentine em Ter Jul 12, 2016 9:42 pm

Eu me encontrava deitado ao seu lado, deixando que minha boca fosse consumida pelos lábios mágicos do garoto. Eu quis fugir quando ele introduziu sua língua em mim. Mas permaneci ali ao seu lado. Lhe devolvi um beijo. Não igual aos que ele me dava, mas um normal, sem muita emoção e sem muito desejo de cativa-lo. Agarrei seu peito ao ouvir suas palavras. Vidrei meus olhos aos dele e corei na mesma hora. Meu rosto parecia mais uma uva crimson do que qualquer outra coisa. Sentei-me e saí de sua cama, encostando meu bumbum na borda da minha cama. Abracei-me, passando os braços pelo meu peito e escondendo o meu rosto ao olhar para baixo. Desviei os olhos para o lado e comecei a pensar sem parar.

Permaneci em silêncio...

Eu gostava quando ele beijava, quando de repente me abraçava, mas permanecer ligado a ele e outra história. Não sie como lidar com isso. Não é a mesma coisa que ter um pai ou irmãos ou um parente que te apoia em tudo. Ter um nam... namo... namorado é outro assunto.

- E... eu.... eu preciso pensar - falei e saí de lá. Eu sei que tô sendo estúpido e muito, muito burro, mas.... eu preciso pensar. Eu preciso. Não basta eu aceitar que gosto dele. Eu preciso ter certeza que ele não vai abusar de mim.


ATUALIZADO!


avatar
Mensagens : 134
Ver perfil do usuário
Axl ValentineFilhos de Dionísio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Ace Kurama em Qua Jul 13, 2016 7:42 pm

Eu entro na enfermaria e falaria para a primeira pessoa que encontrava -Ola eu chamo-me Ace eu preciso de ajuda medica eu vim agora de uma missão e recebi muitos danos no corpo, no peito mais especificamente e dói sempre que eu respiro. Ele se aproximar-se-ia de mim e passaria a sua mão no meu peito e depois falaria -Ok venha deitar-se aqui eu irei ver como está analisando o seu peito. Eu não falaria nada e faria tal como ele me pediu e deitei-me na cama  enquanto ele passaria a mão no meu peito fazendo pressão pra saber onde me dói a e passando algum tempo ele falaria - Entendo não tem nada quebrado mas tem pequenos hematomas no seu corpo por isso quero que tome este anti inflamatório por hoje e descanse. Eu pegaria no remedio e tomaria juntamente com um copo de agua que me era dado e apos isso eu iria ficar em total repouso para que possa me recuperar o melhor era dormir um pouco.


ATUALIZADO
avatar
Mensagens : 180
23
Ver perfil do usuário
Ace KuramaFilhos de Hades

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Cécile L. Macvoy em Qui Jul 14, 2016 4:48 am




Curativos
I'm a daughter of lightning.


Estava indo a enfermaria junto com Ace e com o sátiro, quando me sentei em uma das camas dali abri um sorriso amigável ao sátiro mostrando meu agradecimento. Esperava que algum semideus que fosse enfermeiro ou enfermeira me atender, não demorou muito para que fosse atendida e pelo que parecia meu braço estava muito ruim e o sangue se perdia rapidamente.

-Vou fazer uma atadura e você deve ficar aqui um pouco para poder se recuperar melhor! - Dizia a semideusa que me atendia e terminava de fazer o curativo em meu braço. Quando a mesma terminou resolvi me deitar um pouco nas camas que haviam ali, esperava que melhorasse logo para voltar ao chalé de Zeus.


"The war is the worst thing you ever seen and you never forget the suffering of the people!"

Copyright ©  2014 All Rights Reserved for Persson!



ATUALIZADO
avatar
Mensagens : 65
Ver perfil do usuário
Cécile L. MacvoyFilhos de Zeus

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Alexander Pride em Qui Jul 14, 2016 8:09 pm

ENFERMARIA

Filho da Magia
Eu não o entendia, uma hora ele estava preocupada e em outra indeciso. Dei um leve sorriso, enquanto o via se afastar. Eu era um idiota por achar que algo poderia ter funcionando entre nos. Olhei ao redor, olhando os desenhos nas paredes, bem pequenos, mas belos. Axl continuou em silêncio, até quebrá-lo com suas palavras desajustadas, eu senti uma dor no peito, ele não queria, ficou em pânico e saiu correndo. Mordi o lábio inferior, eu era um idiota por ter me aberto desse jeito, eu não iria chorar, não choraria por aquilo. Continuei a morder o lábio inferior até sentir o gosto de ferro na boca, passei a língua no lábio sentindo a pequena mordida nele.


Suspirei enquanto pensava, eu deveria ter deixado minha armadura erguida, mas acabei tirando ela por causa da dele, eu era um imbecil. Comecei a bater na cama, querendo esmurrar alguém, queria descontar em alguém, senti a pontada na perna e logo dois semideuses entraram na parte que eu estava, dois filhos de Apolo, acho que eles escutaram, ergui minha máscara, ficando com a cara neutra, enquanto eles retiravam o esparadrapo da perna, junto a massa que eles colocaram, a perna estava melhor, muito melhor, mas ainda estava vermelha em algumas partes. Me deram dois comprimidos enquanto passavam os dedos na perna, diminuindo a vermelhidão, colocando a massa novamente, enfaixando por cima. Disseram que eu já estaria melhor daqui a algumas horas e poderia ir embora, eu queria ir embora, para quebrar algo.   



ATUALIZADO!


avatar
Mensagens : 123
Ver perfil do usuário
Alexander PrideFilhos de Hecate

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Ace Kurama em Qui Jul 14, 2016 9:55 pm

Apos uma noite de descanso a enfermeira acorda-me para que ela possa passar uma pomada anti inflamatória nas nodoas negras, então eu começo por retirar a minha camisola ficando em apenas tronco nu eu sentaria me na cama de frente para a enfermeira e ela começaria por passar a pomada no meu peito e espalhando e depois desceria e começaria a passar nas minhas costelas apesar das nodoas me doerem pelo menos já não era uma dor tao grande como antes o comprimido teria feito o seu efeito agora o creme iria fazer o resto e apos ter acabado de passar a pomada no meu corpo ela começa por meter os passar umas ligaduras envolta do meu peito e descendo para as minhas costelas para que a minha camisola não retira se a pomada toda.
-Muito obrigada, estou mais aliviado já não me doi tanto.

ATUALIZADO
avatar
Mensagens : 180
23
Ver perfil do usuário
Ace KuramaFilhos de Hades

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Ehratos em Sex Jul 15, 2016 4:21 pm


Loucuras na Enfermaria!


Quando despertei pela manhã, o veneno já havia deixado todo o meu corpo, não sem antes me dar uma noite de espasmos e tremedeiras.

Meu caminho para a enfermaria pareceu uma verdadeira procissão. Zoey havia me encontrado pela manhã nu, com hemorragia retal, com o rosto todo machucado ao lado de um novo campista, que por sinal era um gato. Zoey não era conhecida por sua descrição.

Quando ela voltou com a equipe de resgate, que só era preciso dois maqueiros e não metade do acampamento, eu já sabia que a fofoca se espalhara. Não que eu me importasse com isso, mas preocupei-me com Enzo e...Ethan.

Fora o primeiro a chegar, seus olhos absorvendo todos os meus ferimentos de uma única vez. Olhava com raiva para Enzo, sua mão direita pousada no punho da espada, indeciso se a empunhava ou não.

— Você está bem? — Ele me perguntou, tentando disfarçar a raiva.

— Ah...Não se preocupe. — Eu abanei a mão esquerda, a asa fez acompanhou o movimento. — Só me lembre de nunca mais entrar num Cassino de novo. — Eu tentei rir, mas no momento que fiz, a costela voltou a doer e acabei em uma careta indigna. A expressão dele fechou-se ainda mais, o maxilar tremendo.

Enzo apressou-se em me ajudar, o que só incomodou mais o filho de Dionísio. Se o resto da comitiva não tivesse chego, provavelmente Enzo teria ficado sem uma das mãos.

Piadas foram feitas, campistas riram, fizeram chacota de mim e fofocas a respeito de Enzo. O fato dele ter aparecido comigo o colocava no centro de um palco com centenas de espectadores adolescentes, ávidos por qualquer novidade que possam encontrar.

A comitiva não pôde entrar, dispersando-se conforme se aproximavam da maior tenda do acampamento. A enfermaria ficava num ponto estratégico do lar dos semideuses, de fácil acesso, para o caso de emergências. Não era um dos meus prédios favoritos, em especial por causa de um dos enfermeiros.

Alex era um dos poucos meio-irmãos que eu possuía que não tinha a menor vontade de. transar comigo. Era um filho de Apolo devoto de Asclépio e levava seu ofício muito a sério, poucas vezes o vi entre os outros campistas. E era justamente o enfermeiro de plantão quando cheguei na maca, coberto apenas por um lençol branco, com Ethan e Enzo a tira colo.

Além indicou a cama com total indiferença, enquanto reunia o material necessário para a análise. Ethan e Enzo ficaram, cada um de um lado da cama, enquanto os maqueiros saiam pela porta da tenda, eles eram espertos o suficiente para reconhecer quando Alex estava especialmente de mal humor.

— Obrigado pela ajuda, mas gostaria que se retirassem. — Apesar de educada, as palavras vinham acompanhada de um tom ácido, mas os semideuses ou ignoraram ou não perceberam, insistindo em ficar. — Não há qualquer motivo para que ambos, que não são enfermeiros, nem podem ajudar em nada no momento ficarem. Além de não ajudar vocês estão atrapalhando.

Eu fiquei mudo. Até gostaria de intervir, mas Alex era uma pessoa intimidadora.

— Eu quero ficar com ele. — Enzo disse, não se importando com o quão embaraçoso aquilo podia ser.

— Eu também. — Concordou Ethan, ambos se entreolharam e decidiram silenciosamente se apoiar naquele momento.

— Querer e poder são coisas totalmente diferentes — Seu tom deve ter abaixado uma oitava e eu comecei a me encolher na cama. — E no momento os dois tem coisas a fazer. Você — Apontou para o filho de Thanatos. — Precisa ser apresentado ao acampamento e você — Apontou para o filho de Dionísio. — Vai ser o gentil campista que vai apresentá-lo.

Acho que ambos teriam protestado, mas o tom era ameaçador demais para ser ignorado. O fato de ter tantos objetos altamente cortantes na enfermaria também não ajudava e, cientes de que era uma batalha perdida, se retiraram, não antes de fazer protestos aos sussurros.

Ele se virou na minha direção e me descobriu. Eu estava número baixo do lençol, mas ele pouco se importou, analisando o ferimento no rosto, depois foi apalpando cada osso do meu corpo e, quando chegou na costela quebrada, eu gemi, quase xingando-o. Com cuidado, ele me virou de bruços e seu exame continuou, parando para analisar meu anus, cujo o sangue já havia coagulado.

— Não me parece tão grave, mas estou preocupado com a costela. — Ele disse, embora não parecesse estar se dirigindo à mim. — Aqui atrás não foi mais do que um vaso que foi estourado, então, logo cicatrizará, mas a costela é algo totalmente diferente.

Ele me virou e voltou a apalpar outros pontos no abdômen, olhando criteriosamente para minha expressão. Quando apalpou a costela eu o xinguei novamente, ele já não sabia onde estava doendo? Parou abruptamente e se dirigiu a prateleira, pegando uma boa dose de ambrosia e enfiando burla abaixo.

— Para sua sorte, não houve perfuração em nenhum órgão interno. Vai bastar que você fique em repouso por seis semanas e tome alguns anti-inflamatórios. — Por mais que ele estivesse olhando para mim, eu tinha certeza que ele estava falando para si mesmo. — Vou ministrar uma pomada nesses arranhões e recomendar repouso.

Ele se dirigiu até um armário de madeira, um número massivo de xaropes, pomadas e comprimidos se misturavam a ervas e outros preparos. Ele nem mesmo pareceu se pedir entre eles, pegando-os sem nem mesmo olhar para a prateleira.

Em um pote pequeno ele misturou uma pomada a dois tipos de ervas que eu desconhecia, formando uma pasta esverdeada que passou nos meus ferimentos.

— Vai causar comichão, mas não coce. — Apesar de ser uma recomendação, eu senti o tom de ameaça em seu falar.

Aquela merda coçava igual o satanás com carrapato. Eu bem que ameacei fazê-lo, mas o olhar intimidador do filho de Apolo fora o suficiente para manter o meu braço bem colado ao lado do meu corpo.

Já era noite quando a coceira finalmente parou, ele retirou a máscara, minha pele estava bem macia onde ele passara o creme. Pela primeira vez vi um sorriso do enfermeiro. Estava contente com seu próprio trabalho. Imaginei que as pessoas só conseguissem se sentir assim após uma noite inteira de orgasmo, mas aparentemente havia outra maneira de se auto-satisfazer.

Quando senti algumas dores no ânus, eu o chamei, já era madrugada. Ele analisou e disse que era porque o vaso estava cicatrizando, o que me faria sentir melhor depois de algum tempo. Ciente dessa necessidade, controlei minhas células sanguíneos, ampliando seu poder de ação sobre o ferimento. Era mais fácil quando eu sabia onde o ferimento se encontrava.

As semanas foram passando e nesse meio tempo, muita gente quis me visitar, mas Alex só permitiu a entrada de Enzo e Ethan. Quando os outros perguntavam o porque, ele simplesmente fazia sua cara de pitbull raivoso e dispensava todos com uma de suas falas cortantes.

Ele não se intrometeu quando Enzo se deitou na minha cama num dia e ficou me aquecendo com seu corpo delicioso, apenas para me contar o quão estranha era a vida de um semideus. Acredito que aquela altura já sabia o suficiente sobre mim e o que isso significava. Apenas disse que não iria perder, nem que ele tivesse que enfrentar o acampamento inteiro, o que de certa forma era verdade, incluindo o Olimpo e o resto do mundo mortal, talvez até mesmo o inferior, mas resolvi não falar de minha longa lista de romances.

Ethan me visitara com seus beijos sempre ardentes, mas Alex não permitiu que fossemos além disso na enfermaria dele. Ele não se importava que eu quisesse arrebentar o vaso que recém havia cicatrizado, mas que não fosse onde ele seria obrigado a limpar toda a bagunça. Resolvemos não irritá-lo.

Passei a ver Alex com outros olhos. Ele ainda era intimidador, mas vendo a felicidade com que ele cuidava dos ferimentos de todos e se sentia feliz com isso, comecei a ter um respeito diferente por ele. Ele podia não lidar bem com os pacientes ou seus visitantes, mas nenhum ferimento era imbatível para ele.


Poderes Usados:
Passivos

Beijo Gostoso: Habilidade de beijar bem e bem gostoso. Cada beijo, recupera do casal, 60 pontos de MP.

Ativos

Hormonicinese Sanguínea: Habilidade de produzir mais plaquetas e glóbulos de todos os tipos. Isso ajuda na cicatrização e cura. Cura sangramentos e hemorragias e ou pode curar até 70HP. Custa 20MP

Ninho: Habilidade de se aninhar com alguém e recuperar 100 pontos de HP. Somente funciona em você. Gasta 30MP.

LFG@



ATUALIZADO
avatar
Mensagens : 75
Ver perfil do usuário
EhratosNovos Deuses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Danny Yad em Sex Ago 26, 2016 1:25 pm


Forge Son

O treino com Madea fora cruel e intenso e como resultado, ela fraturou duas de minha costelas. Não imaginei que toda aquela brincadeira podia render tantas dores depois que o sangue esfriasse.

Entrei na enfermaria mancando e gemendo de dor, mas acho que fiquei pior quando percebi que o médico de plantão era Alex, um filho de Apolo devoto de Asklépio, com pouco ou nenhum bom humor. Eu não gostava dele, ele não gostava de ninguém, então pouco tínhamos para conversar.

Me deitei e ele logo veio me atender. Examinou cada parte do meu corpo e disse que no caso de fraturas na costela pouco tinha a fazer, além de enfiar uma boa quantidade de ambrosia goela abaixo. E foi o que fez, receitando-me descanso como complemento.



LFG@


ATUALIZADO
avatar
Mensagens : 169
Ver perfil do usuário
Danny YadFilhos de Hefesto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Danny Yad em Sex Ago 26, 2016 1:34 pm


Forge Son

No dia seguinte à enfermaria ficou bastante agitada, com Alex indo e vindo de toda a parte feito um louco receitando todo o tipo de remédio e medicando seus pacientes sem nem mesmo olhar para seus rostos.

Percebi que o mundo do médico era mais estressante do que eu julgava e me senti injusto com minhas suposições a seu respeito, ainda mais vendo-o tão eficiente e centrado, por um segundo o admirei fazendo aquilo.

Aparentemente a confusão fora por causa de um grupo que se dera mal na pedra da escalada, algo que me lembrei ser um acontecimento constante na verdade. Mesmo com toda aquela comoção, Alex não esquecerá de me dar um bom suprimento de ambrosia é um anti-inflamatório para acelerar a cura.

Alex era um médico muito atento e, sinceramente, eu lhe devia desculpas pela minha má impressão dele.

— Obrigado! — Eu falei antes de sair. Ele sorriu, satisfeito com o próprio trabalho.



LFG@


ATUALIZADO
avatar
Mensagens : 169
Ver perfil do usuário
Danny YadFilhos de Hefesto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Nine Zaytsev em Qui Set 01, 2016 1:44 am

Meus ferimentos estavam custando a sararem. O enfermeiro bronzeado estava tirando as minhas ataduras e eu soube assim que vi seu rosto que a coisa estava feia. Minha pele ainda estava vermelha, havia bolhas e meu peito e tórax estavam meio que soltando um liquidinho ardido.

Meu médico então passou um pano no meu peito para tirar o excesso de líquido e umidade. Assim feito, ele analisou as bolhas e estourou algumas. Senti uma ardência, mas ele me disse que era preciso, pois se acumular líquido em demasia, as coisas podem complicar a sarar e, eu odeio coisas que demoram a sarar.

O filho de Apolo passou um creme no meu peitoral de forma bem devagar e cuidadosa. Senti até um arrepio quando ele passava os dedos pelo meu mamilo. Mas não teve jeito, ele ficou rígido e eu precisei fazer uma piada:

- Acho que teremos que nos pegar uma hora dessas doutor...-  disse abrindo um sorriso de tubarão: dentes trincados, brancos com lábios de lado. O garoto parou na hora e corou de baixo a cima. Soube na hora que ele estava afim de mim. Mas deixei pra lá - Tô brincando Cedric, é esse seu nome né? - falei. Ele assentiu e continuou o trabalho.

Depois de feito ele me enfaixou novamente com ataduras limpas e me deu um gole de Ambrosia e Nectar para que meu ânimo voltasse mais rápido e que minhas células divinas se estimulassem por completo. Vesti a camiseta e dei uns tapinhas doces nas costas de Cedric, agradecendo-o e saindo de lá.

ATUALIZADO
avatar
Mensagens : 121
Ver perfil do usuário
Nine ZaytsevFilhos de Ares

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Nine Zaytsev em Ter Set 13, 2016 1:26 am

Só lembro de ter apagado depois de receber um golpe certeiro na testa. Eu sabia que o mundo estava contra mim. Mas acho que abriram as portas do inferno e deixaram todos os demônios de Nyx conspirarem contra mim. Eu estava fadado ao azar constante. Acho que nem quero mais voltar ao chalé. Talvez se eu fugisse do acampamento me fizesse bem.

Cedric, o garoto de pele morena estava trocando minhas ataduras. Ao meu lado  havia um bowl com cacos de vidro e toalhas com sangue coagulado. O filho de Apolo tinha mãos habilidosas e me tratava com carinho.

- Thanks... - falei pra mim mesmo. Não tinha forças para falar mais alto. Mas eu o olhei e abri um sorriso de tubarão para esconder minha frustração.

Cedric corou e balançou a cabeça continuando a cuidar de mim com bondade nos olhos. Ele não me via como um louco varrido e isso era muito bom para variar. Suspirei e me entreguei às suas mãos. Ele limpou minhas chagas e colocou bandagens limpas depois do ponto que deu no meu abdômen. Depois do Band-aid na testa, o garoto me liberou. Baguncei seus cabelos cor de mel e saí de lá sem muita pressa.
ATUALIZADO
avatar
Mensagens : 121
Ver perfil do usuário
Nine ZaytsevFilhos de Ares

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enfermaria do Acampamento

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum