Últimos assuntos
» MNM- Uma Aventura no Fundo do Mar.
Ontem à(s) 7:06 pm por Alex Griggs MacTavish

» - Valentine's Day Party -
Ontem à(s) 4:23 pm por Albafica

» Enfermaria do Acampamento
Sex Jun 23, 2017 8:58 pm por Hipnos

» ♦ TREINO DE AGILIDADE ♦
Sex Jun 23, 2017 2:10 am por Heloise Vox Wittemore

»  ✮ Praia ✮
Qua Jun 21, 2017 5:24 pm por Ace Kurama

» Chalé 28: Horkos
Ter Jun 20, 2017 6:07 pm por Panteão

» Chalé 27: Aristaios
Ter Jun 20, 2017 6:02 pm por Panteão

» MvP - Brumas do Cemitério - Eanom O'Dainill
Seg Jun 19, 2017 6:00 pm por Hipnos

»  ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦
Seg Jun 19, 2017 4:11 pm por Nine Zaytsev

Irmãos
3 de 5
Créditos
» Skin obtenido de Captain Knows Best creado por Neeve, gracias a los aportes y tutoriales de Hardrock, Glintz y Asistencia Foroactivo.
» Demais Créditos ao fórum e a Mayu Amakura da Lotus Graphics.
Elite
6 de 9
Parceiros
27 de 33

♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Panteão em Seg Maio 30, 2016 3:18 am

Relembrando a primeira mensagem :



PUNHOS & SOQUEIRA
Round 1!
Nesta parte da arena, se encontram luvas de boxe, garras, soqueiras e uma porção de acessórios para punhos. Há também bonecos de madeira para serem socados para valer e uma série de sacos de areia. Se não quiser treinar sozinho, você poderá usar um dos instrutores do local para incrementar o treinamento, além de socializar com os mesmos. Aqui você encontrará um menino, quer dizer, menina bem explosiva que adora socar seja o que for. Seu nome é Julieta. Para saber mais sobre ela, basta entrar na biblioteca, na Área de NPCs.

Cada Treinamento, rende no máximo 100XP, distribuídos da seguinte forma: Narrativa (20XP), Criatividade (20XP), Gramática (20XP) e Habilidade com Arma (20XP). Caso use o NPC, este rende o restante de XP para completar os 100XP.
Bom treinamento.  


avatar
Mensagens : 294
Ver perfil do usuário http://godlikeheroes.forumeiros.com.pt
PanteãoDeuses

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Ethan Falk Wahlström em Sex Out 07, 2016 6:48 pm


Do I Wanna Know?
Ever thought of calling when you've had a few? 'Cause I always do, Maybe I'm too busy being yours to fall for somebody new. Now I've thought it through. Crawling back to you! Do I wanna know? If this feeling flows both ways, Sad to see you go. I'm sorta hoping that you'd stay Baby, we both know! That the nights were mainly made for saying things that you can't say tomorrow day.

Não fazia muito tempo desde a minha chegada no acampamento, eu e meu irmão compartilhavamos o chalé com poucos netos de Boreas. Uma familia complicada.
De qualquer forma, depois de meu primeiro treino com alguns discos eu havia decidido que estava na hora de um combate real, ou seja, estava na hora de eu ver o quão bem eu poderia usar minhas artes marciais em uma luta de verdade ao invés de discos. E por esse propósito eu havia procurado por toda a arena um autômato que poderia lutar contra mim até que o encontrei: O autômato a minha frente devia medir por volta de 1,90 o que queria dizer que era dez centímetros mais alto que eu e possuía um corpo feito completamente de bronze celestial, era como um daqueles bonecos de teste de batida de carro, em minha opinião.

— Ative-se – Falei de frente para o que seria meu futuro oponente e esperei enquanto ouvia os barulhos e estalos de metal contra metal que o autômato produzia enquanto começava a se ativar. E então, quando o robô finalmente havia sido completamente ativado ele avançou contra mim, seus braços esticados um de cada lado, de forma a me impedir de fugir pelos lados.

Infelizmente para o meu oponente eu não precisava desviar para o lado, não com ele levemente curvado de forma a me acertar com a cabeça em meu estômago, o que me permitiu apoiar a mão na cabeça do autômato enquanto ele avançava em minha direção e usando ele como apoio saltava por cima de sua cabeça, e desviando de sua investida, deixando o autômato continuar indo para frente graças ao seu impulso.

— Touro! Touro! – Brinquei enquanto me virava para encarar meu oponente, que já havia parado sua investida e novamente se virado para mim, seus olhos robóticos brilhando em um vermelho sinistro enquanto me fitava e tomava posição de guarda, era minha vez de atacar.

Sem perder tempo avancei contra o autômato e usando meu pé para chutar o chão me impulsionei para cima, meu joelho direito posicionado de forma que eu desse uma joelhada voadora bem na cabeça de metal de meu inimigo, o fazendo cair no chão com a força do golpe e sentindo uma pontada de dor em meu joelho, pois mesmo tendo sido feito para combate o autômato tinha um rosto e a cabeça duros e o golpe havia me feito sofrer alguns danos também.

Infelizmente para mim parecia que o oponente que eu havia escolhido não era do tipo que caia facilmente e antes que eu pudesse me recuperar do choque da dor em meu joelho o autômato puxou minha perna esquerda, me fazendo perder o equilíbrio e cair de costas no chão, ao mesmo tempo em que ele se levantava em um salto e se colocava de pé acima de mim.

Antes que eu pudesse tentar me levantar o autômato começou a pisotear o chão, me fazendo ficar girando de um lado para outro enquanto desviava de seus pés, até que conseguisse uma brecha para usar um movimento em tesoura entre a ligação dos joelhos do autômato, o fazendo cair de cara no chão e pegando essa oportunidade para subir em suas costas e tentar quebrar o seu pescoço, forçando sua cabeça em um movimento que forçava seu pescoço para o lado esquerdo em 180º graus, o quebrando. Infelizmente para mim, o autômato era ágil e havia conseguido com sucesso trocar as posições, me fazendo ficar por baixo dele e facilmente me prendendo em uma chave de braços, suas pernas fechadas sobre meu pescoço enquanto ele forçava o meu braço, quase o quebrando.

— Desisto! – Gritei não querendo ter que ir para enfermaria concertar meu braço e vi o autômato me soltando e voltando a sua posição original, como se nada tivesse acontecido e ficando completamente paralisado. Eu havia perdido

FIRST TAG | SECOND TAG | THIRD TAG





AVALIAÇÃO


64XP de 100XP


NARRATIVA 17/20
CRIATIVIDADE 15/20
GRAMÁTICA 15/20
HABILIDADE 17/20
NPC 0/20


Achei o treino interessante, a forma que descreveu o combate foi boa, mas ainda sim você cometeu erros de gramática, sugiro que passe o texto no word antes.

Atualizado pelo tio Zeus.
avatar
Mensagens : 11
Ver perfil do usuário
Ethan Falk WahlströmFilhos de Hermes

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Achilles von Schönborn em Ter Out 11, 2016 4:43 am




Son of War
Ares, your son has returned.

I bring the destruction of Olympus


A mente do semideus não parava de trazer para ele o momento em que ele estava prestes a morrer em seus sonhos, os punhos dos lestrigões passavam pela sua mente a cada momento que ele pensasse em combate e isso era o tempo todo. Para tentar acalmar seus pensamentos e também se animar, o filho da Guerra levantou-se de sua beliche, mesmo com alguns ferimentos devido a missão que acabara de voltar e começou a sua caminhada até a arena de combate corpo-a-corpo.

O filho da Guerra adentrou na arena e andou até um autômato que ficava no local, seus pensamentos ainda estavam longes. Julieta, a instrutora dessa parte da arena percebeu a aura diferente de seu meio-irmão, mas a garota se manteve distante e optou apenas por observá-lo por hora. Achilles ergueu os punhos na frente do Autômato e ordenou. — Ative-se. Nível de difículdade: Alto.— Logo o robô começou a se mexer, o barulho de engrenagens era tão alto que a prole de Ares podia jurar que aquilo não fosse ativado a meses.

Não demorou muito para o robô estar em sua forma de combate, seus punhos estavam erguidos e ele adotava uma base firme e sólida no chão, seguindo um padrão de boxe. — Tsc. — Bufou Achilles enfiando uma das mãos em um bolso da calça e retirando um chiclete de mente e o enviando para dentro da boca e criando uma pequena bolha, que não demorou muito a estourar.

Quando o estalo da bolha que havia sido estourada aconteceu, Achilles avançou de imediato contra o Autômato, sua guarda estava diferente, ele usava um método pouco conhecido, o Peek a boo, deste modo dificultando a leitura de golpes que o garoto usaria. Seu primeiro soco fora um jab na altura do rosto do autômato. O golpe parou na guarda do boneco de ferro que tentou contra-atacar, mas Achilles fora mais rápido e pendulou para o lado, desviando do murro de ferro. O filho de Ares não demorou para retribuir o soco, desta vez a prole da Guerra concentrou toda sua força em seu punho e desferiu um golpe poderoso e forte o suficiente para quebrar o autômato.

O barulho que o golpe fez tomou conta da arena, Julieta que ignorava Achilles virou-se para o semideus de imediato e em passos largos e rápidos a garota caminhou até o mesmo e o segurou pela gola da camisa laranja. — Você está louco garoto? Isso é um boneco de treino! Não desconte seu desespero nele! — A instrutora estava furiosa e ao terminar de falar ela arremessou Achilles no chão. O filho da Guerra buffou de raiva e levantou rapidamente, chutando o rosto de Julieta. O golpe acertou a filha de Ares em cheio e a levou de joelhos até o chão. A instrutora levantou-se, levou seu ante-braço a boca e limpou o sangue que fora arrancado de seus lábios. Seu olhar era pura fúria, Achilles tinha acabado de ganhar sua passagem de ida para a enfermaria durante um dia inteiro.

O filho da Guerra reconheceu a ira de Julieta e subiu de imediato sua guarda. — Sabe... Não desconte seu fracasso nos outros, mano!— Sua voz tinha um tom insano, ela avançou rapidamente, talvez em sua velocidade máxima, cobriu os pequenos metros de distância em questão de segundos, menos que três. A instrutora golpeava Achilles de forma desesperadora, uma combinação de socos potentes e técnicos que buscavam acertar o rosto e o corpo de Achilles, infelizmente o garoto não era tão rápido quanto sua irmão e não pôde defender-se de todos os socos. A grande maioria deles ele mal sentia, mas para seu azar, aquele dia não era um dos melhores de Julieta também e a instrutora só parou de golpear quando seu meio-irmão estava no chão. — Você pode ser o conselheiro, mas eu ainda sou a treinadora aqui, moleque. — Disse Julieta dando as contas para Achilles no chão. — Alguém leve aquele moleque para a enfermaria. — Ordenou a instrutora.

i'm absolute



thanks fallen angel for this code


qualidades/defeitos:

[qualidades]
➤ Lutador: Grande habilidade em lutar corpo a corpo. modifica base para x3.

➤ Regrado: Habilidade de cumprir seus deveres. Assim sendo, cada treino equivale por dois.  

➤ Conquistador: Habilidade de conquistar. Sempre que uma missão, treino, evento, PvP, etc, acaba, suas recompensas são dobradas.

[defeitos]
➤ Vício [chiclete]: Ser viciado em algo ou alguém.

➤ Cabeça Quente: Incapacidade de compreender a opinião adversa ou de esperar algo acontecer ou tomar decisões que valham a pena. O cabeça quente sempre vai desconectar o grupo e leva-lo a ruína.


poderes:
➤ Treino Árduo: Essa habilidade permite ganhar 1 ponto extra em todo treinamento que realizar.

➤ Indolor: Habilidade de não sentir dor, Logo, machucados não te impedem de prosseguir lutando.



AVALIAÇÃO

Amei, simplesmente isso.

♦ NARRATIVA 20/20
♦ CRIATIVIDADE 20/20
♦ GRAMÁTICA 18/20
♦ HABILIDADE 20/20
♦ NPC 17/20

TOTAL 95/100

avatar
Mensagens : 107
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Achilles von Schönborn em Qua Out 12, 2016 3:43 am




Son of War
Ares, your son has returned.

I bring the destruction of Olympus


— Tsc! Essa desgraçada. Até quando eu vou perder pra ela? Já estou cansado disso. — A prole de Ares reclamava enquanto olhava para o teto do quinto chalé e estourava uma bolha de chiclete de menta. Com um rolamento para o lado ele jogou-se da cama e caiu de pé. O filho da Guerra estava sozinho no chalé naquele momento, Dylan e Harry estavam dando um role pelo acampamento e suas irmãs ele não tinha notícias desde a noite passada. Entediado, o filho da Guerra retirou-se do chalé indo em direção a arena, fazer aquilo que mais gostava.

Achilles já estava mais relaxado e mais calmo do que da ultima vez que foi ao local, desta vez, sua mente estava limpa e ele já não estava tão preocupado com o que aconteceu no seu sonho, embora aquilo o deixasse meio assustado. O semideus adentrou a arena e dirigiu-se em passos rápidos até a parte onde era treinado os combater com punhos e corpo-a-corpo.

Julieta estava no local e ela percebeu de imediato a chegada de Achilles, ela auxiliava um semideus, porém, pediu um momento para conversar com seu irmão. — Se for pra causar confusão, retire-se. Não estou nos meus melhores dias hoje! — Achilles negou com a cabeça enquanto olhava nos olhos de sua irmã. — Vim me desculpar pela ultima briga, eu estava um pouco estressado.— Julieta assentiu e Achilles deu continuidade. — Hoje eu quero que me ensine algo diferente. Quero que faça de mim um lutador, quero poder ultrapassar todas as minhas barreiras. — A instrutora abriu um sorriso maldoso no rosto e levou a mão a cabeça do garoto. — Certo moleque. Não posso treinar com você hoje, mas lute contra minha sombra. — O filho da Guerra não entendeu muito o que sua irmã quis dizer, mas antes que ele pudesse pensar sobre o assunto ela continuou. — Quero que se concentre, quando atingir tal concentração poderá me visualizar, como uma sombra em sua mente. Você já lutou contra mim muitas vezes, irmão. Poderá fazer isso com facilidade — A garota esticou o punho e Achilles o tocou. — Vou tentar. Valeu! — Assim que os punhos se tocaram e o filho da Guerra respondeu sua instrutora ela voltou para ensinar o novato na arena.

Achilles fechou seus olhos e ergueu os punhos, de começo ele tentou visualizar os movimentos de Julieta e conseguiu, em primeiro momento, a garota avançou contra ele e o atacou com um jab seguido de um uppercut, o filho da Guerra pôde ver com facilidade os golpes e levantar sua guarda para defender os ataques da instrutora, porém, quando foi sua vez de golpear a sombra da garota fugiu da mente de Achilles. Ele abriu os olhos e parou de visualizar. Sua mão estava estendida assim como sempre faz quando ele da um jab. "Preciso visualizá-la em modo de defesa também? Interessante. — O garoto voltava a fechar seus olhos, desta vez, ele levou sua concentração ao máximo, a prole de Ares estava tão concentrada ao ponto de não ouvir quaisquer barulhos externos, ouvindo apenas sua mente.

Julieta avançou novamente, a sombra da garota golpeava Achilles e desta vez com mais velocidade, o filho da Guerra direcionava os socos que viam em sua direção utilizando a palma de sua mão, ele empurrava os punhos de Julieta para que os mesmos passassem ao lado de seu rosto, esta era uma técnica de defesa bastante utilizada no kung fu. Quando o garoto percebeu uma brecha nas combinações de golpes bruscas da sombra da instrutora ele tentou golpeá-la com contra golpe utilizando seu cotovelo, ele levou seu cotovelo em direção ao maxilar da instrutora que apenas moveu sua cabeça para trás por puro reflexo.

Julieta deu alguns passos para trás, o contra-golpe que quase acertou a sombra da instrutora havia quebrado seu ritmo, Achilles relaxou sua postura, se tinha um momento para ele treinar esse novo estilo essa era a hora. O filho da Guerra relaxou sua postura, e esticou seu braço direito, ele mantinha suas mãos abertas e relaxadas, com a mão direito a frente e a esquerda bem no meio do ante-braço. Era uma posição que ele estava treinando sozinho a muito tempo, mesmo para ele, um filho de Ares, copiar o estilo de luta de um dos maiores mestres de kung fu wing chun era difícil. A prole de Ares apenas esperou o avanço da sombra de Julieta.

A instrutora avançou rapidamente para cima do semideus e o golpeou com sequencias em alta velocidade e força, Achilles abusava do movimento leve das suas mãos para empurrar o punho de Julieta e tentar golpeá-la em um contra ataque, mas a filha de Ares tinha ainda a benção de Eólo o que dificultava um pouco as coisas, ela conseguiu com certa facilidade desviar dos contras de Achilles e golpeá-lo, embora o garoto tentasse se igualar a velocidade da sombra de Julieta era tecnicamente impossível, ela tinha a benção dos ventos o que a tornava bem superior ao garoto naquele momento.

O treino finalizou quando em meio a troca de golpes e defesas o punho sombrio de Julieta acertou em cheio o queixo de Achilles. Se aquilo não fosse um treino de sombras ele com certeza estaria no chão nesse momento, seu foco se desfez, ele já podia ouvir tudo. A prole de Ares abriu os olhos e caminhou em direção a Julieta. — Obrigado! — Disse ela a instrutora que apenas acenou com a cabeça.

i'm absolute



thanks fallen angel for this code



qualidades/defeitos:

[qualidades]
➤ Lutador: Grande habilidade em lutar corpo a corpo. modifica base para x3.

➤ Regrado: Habilidade de cumprir seus deveres. Assim sendo, cada treino equivale por dois.  

➤ Conquistador: Habilidade de conquistar. Sempre que uma missão, treino, evento, PvP, etc, acaba, suas recompensas são dobradas.

[defeitos]
➤ Vício [chiclete]: Ser viciado em algo ou alguém.


poderes:
➤ Treino Árduo: Essa habilidade permite ganhar 1 ponto extra em todo treinamento que realizar.



AVALIAÇÃO

Amei, simplesmente isso.

♦ NARRATIVA 19/20
♦ CRIATIVIDADE 20/20
♦ GRAMÁTICA 18/20
♦ HABILIDADE 18/20
♦ NPC 17/20
                       
TOTAL 92/100  

avatar
Mensagens : 107
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Nightmare Morningstar em Qui Out 13, 2016 4:37 am




Training




Eu havia chegado a pouco tempo no acampamento e a primeira coisa que eu descobri era que meu “papai” era ninguém mais e ninguém menos que Zeus, rei dos deuses, o senhor dos céus, das tempestades e da traição, não eu os outros deuses pudessem falar alguma coisa dele.  

De qualquer forma, graças a descobrir quem era o doador de esperma que me permitiu vir a existir nesse mundo e me deu um monte de poderes legais, eu havia dito que mudar de chalé, indo para a morada dos filhos do senhor do céu, mas essa era a única coisa que havia mudado em minha rotina de semideus, o resto da minha rotina continuaria a mesma de sempre: Treinar, treinar e treinar.

E era exatamente por esse motivo que eu havia ido até a arena de combate corpo a corpo do acampamento, por que eu sabia que nem sempre eu teria uma arma para poder usar enquanto lutando e isso queria dizer que eu iria precisa saber lutar sem uma arma.

— Bem.... Vamos começar. – Murmurei com um sorriso enquanto observava a arena ao meu redor e logo andei em direção a uma mesa do acampamento onde várias armas de punhos, garras e outros tipos de equipamentos para serem usados em combates estavam colocados de forma nada ordenada.  Olhando para todos esses itens eu simplesmente escolhi uma faixa de Muay Thai, e a coloquei ao redor do meu punho e pulso de uma maneira que eu já estava acostumado.

Após colocar as faixas em meus punhos e pulsos eu rapidamente andei até um local da arena onde havia saco de areia e dando uma última respiração funda, ataquei o saco de areia com um soco forte, fazendo com que o saco recuasse levemente para trás com a força do meu punho.    Sem parar para respirar comecei a continuar dando socos contra o boneco em um ritmo constante, fazendo com que assim que eu golpeasse o saco de areia com um soco, a outra mão já estivesse seguindo o saco com outro.

 Graças a isso um som abafado de meus punhos colidindo com o saco de areia soava dentro de uma pequena área, mas não importava o quanto eu golpeasse o saco de areia, sempre parecia que estava algo faltando a cada soco, como se eu estivesse cometendo algum erro.

— Sua força é boa, mas a posição está errada. – Exatamente no momento que eu estava me perguntando o por que eu sentia que meu soco estava errado, uma voz soou ao meu lado e quando eu olhei para o lado para ver quem era, um garoto, não, uma garota com os punhos enfaixados assim como os meus, estava olhando para mim com um sorriso de canto, seus olhos observando minha postura fixamente antes de se aproximar de mim, sua voz soando novamente: — Coloque o pé direito na frente e o esquerdo atrás.  Um pouco menos, isso.  Seus punhos também, posicione o punho direito no mesmo nível de seu olho mais para frente, um pouco mais…. Isso, perfeito.  Agora deixe o punho esquerdo no nível do queixo, isso, perfeito.

Conforme as instruções da garota eu havia corrigido a minha postura e novamente desferi um soco contra o saco de areia a minha frente e apesar da sensação de estar faltando algo ainda permanecia em minha mente, o fato era que o soco realmente havia ficado mais forte, como também para eu continuar socando de forma seguida e de diferentes formas, a posição se mostrou ainda mais adequada.

— Nada mal novato, mas não o suficiente.  Ao socar, gire seu quadril levemente para trás junto com seu ombro e punho…Assim... Agora, na hora do soco gire o quadril para frente e acompanhando seu ombro golpeio com toda sua força! – Seguindo as instruções dela, no momento em que puxei meu ombro para trás, girei meu quadril e conformidade e no momento que eu golpeei, usando meu braço e cintura como um chicote atingi o saco de pancada em cheios, fazendo com que um alto som fosse ouvido enquanto o saco de areia ela empurrado levemente para trás.

— Nada mal novato, nada mal mesmo.... Agora continue treinando o básico dos socos por mais alguns dias, quando dominar me chame novamente e eu irei fazer um teste, se você passar irei te ensinar o básico de combate com as pernas também. – Falando até essa parte, a mulher começou a se afastar em direção a saída da arena, seus cabelos curtos a fazendo parecer ainda mais masculina enquanto se afastava, até que ela gritava, ainda de costas para mim: — Ah, eu me chamo Julieta!




valeu @ carol!




AVALIAÇÃO


84XP de 100XP


NARRATIVA 17/20
CRIATIVIDADE 16/20
GRAMÁTICA 16/20
HABILIDADE 18/20
NPC 17/20


Foi um treino normal, bem básico, direto e objetivo. Você cometeu uns erros de pontuação bem bobos, sugiro que passe o texto no word para uma rápida revisão.

Atualizado pelo tio Zeus.
avatar
Mensagens : 3
Ver perfil do usuário
Nightmare MorningstarFilhos de Zeus

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Nightmare Morningstar em Qui Out 13, 2016 5:00 am




Training




Algumas semanas haviam se passado desde que Julieta havia me ensinado os movimentos básicos para que eu pudesse lutar e durante essas semanas eu sempre aparecia na arena de combate corpo a corpo para treinar, ouvindo os conselhos de Julieta sobre como atacar, onde atacar e finalmente de que maneira atacar, assim como a maneira que eu devia usar meus pés e pernas para me movimentar e após longas semanas de ensino pesados, era hora do teste.

— Bem novato, o teste é bem simples. Usando tudo sobre a maneira de lutar com os punhos que eu te ensinei, venha para cima de mim e se eu considerar que passou, irei te ensinar a usar as pernas para lutar. – A dona da voz que estava me explicando as regras de como funcionaria o teste era a mesma mulher que havia me ensinado a usar os punhos para lutar, a filha de Ares, Julieta.

Nesse momento ela estava vestindo uma camisa branca simples e um short jeans, seus pulsos e punhos assim como os meus envoltos em uma faixa de Muay Thai para que ela não se machucasse socando (Não que eu achasse isso possível) e estava esperando o meu movimento enquanto em posição de quarta, em seus lábios um pequeno sorriso de divertimento podia ser visto.

 Sem esperar para ela falar mais nada simplesmente avancei em direção a ela e com um
movimento de meu quadril a soquei com o punho direito, fingindo que queria acertar o rosto dela ao mesmo tempo em que movia o punho esquerdo em direção a seu estômago, tentando usar de uma finta para acertar o verdadeiro golpe.

— Ingênuo! – Gritava Julieta percebendo meu plano e com um movimento simples de suas pernas, girava 180º em uma tentativa de me acertar com uma cotovelada no ouvido, o que não só iria me deixar atordoado como também iria dar a oportunidade para que ela me vencesse rapidamente.  Felizmente eu havia aprendido bem os ensinamentos dela e no momento que ela havia desviado de meu movimento com um giro, eu já sabia o que ela iria fazer, então rapidamente abaixei me centro de gravidade e deixei o cotovelo dela passar de forma inofensiva sobre minha cabeça, evitando assim o contra-ataque dela.

No momento seguinte em que eu havia conseguido escapar de seu golpe, eu chutei o chão com minha perna direita e me empurrando para o lado rolei na terra para que eu pudesse me afastar do próximo ataque dela e apesar de não ser algo estiloso, era extremamente prático em situações reais e foi graças a esse movimento que eu havia conseguido escapar do soco que haveria chegado em meu queixo se eu permanecesse lá.

— Nada mal, lutar não é bonito, lutar é para ver quem morre e quem vive.  Você não precisa parecer legal, você precisa se manter vivo. – Comentou Julieta enquanto sorria para mim (O que na verdade me deixava com ainda mais medo) e logo depois avançou em minha direção, chutando o chão com sua perna direita e aproveitando o impulso para vir para mim como um touro desgovernado.  

 Com um suspiro frio de nervosismo rapidamente saltei para o lado para evitar a carga de Julieta e pela segunda vez no dia rolei no chão, evitando novamente o ataque dela enquanto me levantava e aproveitava que ela ainda não havia conseguido parar completamente, para desferir um ataque por trás.  
 
Sem perder tempo, no momento seguinte avancei em direção as costas dela e ataquei com um punho que visava sua nuca, fazendo com que se o golpe conectasse eu definitivamente ganhasse aquele jogo. E enquanto eu pensava que a vitória já estava garantida, Julieta de repente moveu sua perna esquerda em um chute circular reverso que sem nenhuma piedade me atingiu nas costelas, me fazendo voar para o lado como uma pipa sem linha.

— E é por isso, que vou te ensinar como usar as pernas para lutar. – Comentou Julieta como se não fosse nada demais e ainda com o mesmo sorriso em seus lábios me jogou um pacote de ambrosia, para que eu pudesse me curar rapidamente e treinar amanhã.

 Essa garota era o demônio.





valeu @ carol!




AVALIAÇÃO


85XP de 100XP


NARRATIVA 17/20
CRIATIVIDADE 17/20
GRAMÁTICA 16/20
HABILIDADE 17/20
NPC 18/20


Gostei mais de como descreveu a luta e as suas ações, embora ainda tenha cometido erros bobos na hora de escrever.

Atualizado pelo tio Zeus.
avatar
Mensagens : 3
Ver perfil do usuário
Nightmare MorningstarFilhos de Zeus

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Alexia M. Viollet em Qui Out 13, 2016 7:47 pm

Clube da Luta?

  Entrei na arena um pouco perdida, aquele pavilhão ou melhor tudo ali era novo para mim.
Logo que cheguei ali senti o clima pesado da área de treinamento,  quando se cresce tão perto das pessoas quanto eu sentir o clima ao redor não e menos do que obrigação. O lugar não era muito diferente de onde os que meu pai treinavam, ali entretanto haviam diversas opções para o treinamento. Desde soco inglês, garras, luvas de box e outras que não sabia pronunciar porque meu pai nunca teve tempo de ensinar.
Havia uma garota ali, uma filha de Ares, apesar dos trajes e roupas masculinas consegui notar os pequenos traços femininos em sua face.
Preferi apenas deixara oportunidade de falar com ela pra poxima, pelo que parecia a maioria dos campistas não gostava de papo com os novatos, principalmente os filhos de Afrodite por imaginarem serem todos metidos. Então preferi treinar sozinha.
Fui ate o lado que se encontravam os equipamentos de treino, afundei minhas mãos sobre o talco para que não ficassem soadas e úmida, peguei duas faixas e enrolei sobre os ossos das minhas mãos me assegurando que ficassem firmes e não se soltassem logo no começo do treino.
Fui ate os sacos de areia de 70 kg,  comecei a me alongar, ouvindo os ossos de meu ombro se movimentarem, Desde que havia saído das aulas de Jazz me aquecer havia ficado de lado para qualquer coisa mais não seria nada agradável me machucar com um saco de areia.
Coloquei minhas mãos para cima na altura do nariz como meu pai havia me ensinado, sempre na altura dos olhos e firme para que o adversário não me fizesse apanhar da minha própria mão. Comecei me aquecendo, dois socos médios de cada vez seguindo minha numeração de costume. Trocava de posição, sem esquecer da troca dos pés também. Atacar o pobre saco de areia parecia uma covardia mais naquele momento era o que tinha disponível, comecei a aumentar a intensidade dando quatro socos em seqüência.
“1....2....respira...3...4” –me forçava a lembrar.
Me afastei um pouco do saco de areia e troquei de mão para a esquerda, podia sentir o suor começando a brotar em minha pele. Comecei na mesma seqüência de quatro, dessa vez aumentando a força e mesmo estando sem luvas podia sentir a pressão do saco de areia sobre meus ossos. Usar luvas de Box nunca foi a minha praia, meu pai sempre havia me ensinado que a melhor luta era aquela em que podíamos sentir o oponente em nossa pele. Isso porque ele era general, e ainda dizia uma coisa dessas.
Dei um passo para trás tentando recuperar o fôlego, sentia o suor descendo pela minha testa mais não ia deixar isso acabar com meu treino. Recomecei com uma seqüência mais pesada dessa vez, dando 8 socos consecutivos com uma pausa.
 A medida que a seqüência ia se repetindo, a memória das manhãs que havia acordado na escola militar voltada a tona como um vulto do passado ao presente. A raiva pairou sobre minha cabeça, a forma como havia parado na escola militar só porque persuadi um soldado dele a me deixar explodir o centro de treinamento do precioso trabalho dele com um tank de guerra.
 Aumentei a intensidade do treino novamente para dez socos consecutivos sem pausa, sentindo a raiva me dominar por completa, deixaria que ela brotasse ate o meu limite.
 Podia sentir meus ossos trabalharem feito loucos, meus músculos já não possuíam mais força para aguentar tantas sequências sem pausa desenfreadas. Minha blusa estava encharcada e grudavam em minhas costas, minhas pernas apesar de estarem na posição adequada tremiam um pouco de cansaço e dor.
Meu cabelo grudava por toda minha nuca mesmo presa em um rabo de cavalo podia sentir o coro cabeludo fervendo, meu corpo desejava poder tomar um copo de água fria naquele momento. Passei minha mão sobre a testa tentando retirar a umidade do suor que escorria.
Suspirei fundo desejando que aqueles pensamentos fugissem de mim,  só então percebi que as faixas já estavam jogadas ao chão, minhas mãos ardiam. Olhei para o lado, a filha de Ares treinava com um campista com olhar maldoso,  parecia tão intensa em seu treino quanto eu.
Arrumei meu cabelo e fui embora dali na melhor cara pós-treino, precisava de um banho frio para relaxar, e o saco de areia de uma folga.
Tag: --- | Note: --- | Post: 001
Lotus Graphics



AVALIAÇÃO


64XP de 100XP


NARRATIVA 17/20
CRIATIVIDADE 15/20
GRAMÁTICA 16/20
HABILIDADE 16/20
NPC 0/20


Foi um treino bem comum. Você errou algumas palavrinhas bestas, sugiro que passe o texto no word antes. Lembre-se não se usa mais o Trema (¨).

Atualizado pelo tio Zeus.
avatar
Mensagens : 9
Ver perfil do usuário
Alexia M. ViolletFilhos de Afrodite

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Killan Turner em Ter Out 18, 2016 11:43 pm

Treino pugilismo
CABEÇA DA MINHA ROLA


Eu entro na arena pronto para o que seria meu primeiro treino no acampamento, como eu era um novato, resolvi escolher uma modalidade na qual eu já tinha praticado antes, além de sem provável risco de morte, o pugilismo.  
Eu olhei atentamente os objetos e pessoas ao meu redor, alguns garotos de Ares boxeando, gritos irritantes e de determinação, um pouco inspirador, no geral apenas me despertou desinteresse. Eu ajeitei a minha postura, deixando a minha coluna ereta e o queixo um pouco levantado e fui até um dos sacos de areia, posicionando-me adequadamente, depois de algumas observações, constatei que poderia superar as pessoas ali em questão de dias, com exceção de alguns campistas experientes e filhos de deuses relacionados a luta. -Eu sou realmente incrível – Pensei.  
Posicionei minhas mãos e soquei o saco, que tremeu um pouco com o impacto, sem sair do local, frustrado, eu repeti o movimento algumas centenas de vezes, focado em tudo, com o tempo comecei a desenvolver a minha habilidade, sentia meu braço doer, meus dedos sendo esfolados aos poucos, totalmente dormentes por conta dos impactos, mas mesmo assim soquei.  
Um rapaz consolado com a minha dedicação, ou talvez apenas impressionado com a minha “incrivibilidade”, ou seja, essência de um ser que tem como principal característica ser extremamente foda.  
O garoto, provavelmente filho de Ares ou alguma baboseira do gênero, andou até mim colocando uma mão sobre meu ombro.
-Legal, mas sou hétero, jogo no outro time, meu negócio é mais.. - pausa para tentar buscar substantivos engraçados para buraco.. - Ah você sabe.. - Continuando a buscar substantivos…  
-Eu já entendi – Falou o semideus impaciente. - Não sou gay, só estou aqui para te ajudar a treinar.
Eu olhei meio desconfiado, estava desconfiado, de fato.  
-Não é gay, certo, e esse mullet? E essa carinha de quem joga league of legends, desculpa, você não me engana. Não tenho preconceito, só vou avisando que você não tem chance, melhor evitar..  
-PORRA cara, já falei que não sou gay, se não quer ajuda é só falar. - Brandiu o rapaz, que eu decidi apelidar de cabeça da minha rola, quem estava lá vendo o mullet encaracolado vai entender, quem não estava é melhor nem tentar.
-Tudo bem, acredito que você seja hétero, agora me ensine a fazer isso direito. - Falei apontando para o meu saco, sem duplo sentido.
O cabeça da minha rola se afastou um passo do saco, e bateu nele com tanta força que a parada se afastou uns dois metros, e depois repetiu o movimento três vezes, em seguida dando um chute cruzado, fazendo com que o saco explodisse com o impacto, jogando areia para todo o lado.  
-”Opa, parece que a cabeça da minha rola se empolgou” - Pensei.
-Isso foi puro exibicionismo, agora me mostre o que eu tenho que fazer, que eu talvez poupe a sua vida. - Falei com uma delicadeza maior do que o comum.  
-Muito bem, faça o seguinte para melhorar o seu soco: “Discurso maçante de 3 minutos que ninguém quer saber bla bla bla”, entendeu? - Disse a cabeça com um ar arrogante.  
-Entendi – Não tinha entendido.  
Em seguida soquei o saco, sem avanço nenhum na minha habilidade.  
-Eu falei para usar o peso do ombro, assim. - Demonstrou, enquanto movia o ombro lentamente, mostrando-me como deveria fazer.  
Eu fiz .  
Melhorou para caralho, o saco se moveu tão rápido que eu pude sentir a alegria e o orgulho vindos da cabeça da minha rola.  
Mentira.  
O saco mexeu 30 centímetros para a esquerda.  
-Muito bem, agora gire o seu quadril para aumentar o impacto do golpe. - Falou impaciente.  
Eu soquei de novo, melhorou, porque todo mundo sabe que sou incrível, ninguém quer saber dos meus socos mesmo porra, basta saber que foi um soco melhor, o saco mexeu mais do que antes, não vou dizer quantos centímetros exatamente porque seria humanamente impossível.
-Gostaria de chutar também. - Falei  
-Isso aqui é uma área pra treinar socos. Entendeu?  
Ignorei
-Você é muito antipático, seus amigos não te disseram isso?  
-Não possuo.  
-Deveria. - A partir desse momento a cabeça da minha rola não parou de falar.  
-Olhe para isso. - Falei levantando a mão esquerda, e afastando ela cada vez mais para a esquerda, o garoto burro a seguiu com o olhar e virou a cabeça em direção a ela, tentando entender. Nesse momento eu dei meu melhor soco de direita no queixo do filho da puta. Ele caiu e ficou lá caído.
Suspirei impaciente quando percebi que a cabeça da minha rola não iria mais levantar, então simplesmente fui embora deixando ela lá, ser cabeça quente é um dos meus defeitos (Sim, eu tenho, sei que não parece) Enfim, queria fazer alguns amigos, ver mais o lado bom de ser semideus e inventar um bom plano para quando a cabeça da minha rola acordasse e decidisse me biladear, digo, socar até a morte.
obs:
Killan tem dualidade, por isso age com personalidades diferentes, não por falta de interpretação do autor



XXXX words for GD&TOP
XIII



AVALIAÇÃO


28XP de 100XP


NARRATIVA 9/20
CRIATIVIDADE 9/20
GRAMÁTICA 14/20
HABILIDADE 6/20
NPC /20


Primeiramente, preste atenção no vocabulário, você não está em uma roda de amigos para escrever coisas como "cabeça da minha rola" (-10 pontos por isso).
Okay vamos ao que interessa. Hífen (-) não é travessão (—). Você poderia também escrever mais sobre o combate, você passou a maior parte do texto em diálogo e por ultimo, não fique com preguiça de escrever ações, aqui: "-Eu falei para usar o peso do ombro, assim. - Demonstrou, enquanto movia o ombro lentamente, mostrando-me como deveria fazer.  
Eu fiz." Você simplesmente digitou "eu fiz". Melhore isso


Atualizado pelo tio Zeus.
avatar
Mensagens : 3
24
Emprego/lazer : Michê
Humor : Piada, humor haha
Ver perfil do usuário
Killan TurnerFilhos de Hecate

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Nine Zaytsev em Dom Jan 29, 2017 2:18 am

Respirei fundo e pisei na arena. Senti o cheiro de suor, de combate, luta, treino e o perfume da saudade de estar aqui. Faz muito tempo que não volto ao acampamento, desde que eu fugi daqui para encontrar respostas às minhas perguntas. Eu ainda não sei onde Anna está, ou por onde minha mãe anda... Por isso voltei. Não por não encontrar respostas sobre elas, mas por causa dele...

Ainda distraído, vi Julieta e já estalando meus dedos e aquecendo minhas pernas, aceno para minha irmã. Ela parecia mais forte, mais máscula do que era e seus olhos pareciam querer me matar. Eu também adoraria me matar. Quem é que some e não dá noticias? Pois é, euzinho.

- E ai Jul.... - Fui interrompido com um soco na cara. Senti o gosto de sangue e logo em seguida um abraço da minha instrutora preferida.

- Porque você sumiu seu idiota?! - falou ela com voz chorosa, mas sem deixar uma lágrima escorrer.

Eu nada disse. Apenas lhe abracei de volta e pedi que me treinasse novamente, pelos bons tempos. Na mesma hora ela me deu uma joelhada no meio da barriga. Por sorte, eu aparei o ataque com uma das mãos e a empurrei com os ombros. A garota não caiu no chão, ao invés disso, deu dois rodantes para trás e parou em pé, pronta para avançar contra mim. Senti a adrenalina correr por dentro de mim na mesmo hora. Fazia tempo que não me sentia assim. Na medida que se aproximava, eu já preparava minha defesa, erguendo meu antebraço. Ela socou o osso com força e eu senti um choque me percorrendo. Não recuei. Revidei o golpe e ela rapidamente deslizou pela lateral do meu corpo, me devolvendo três socos contra meu bíceps e tríceps. Meu braço ficou meio dormente, mas continuei forte.

Minha irmão era rápida e podia vencer de mim com muitos golpes bem colocados, mas bastava alguns meus para que ela caísse dura no chão. Mas até acerta-la, eu teria muitos problemas, já que ela era a pessoa mais rápida e com sentidos tão aguçados que me dava nos nervos. Desviei os três socos seguidos da garota, mas acabei recebendo o combo de seis golpes rápidos contra meus antebraços. Senti um pouco de dor, mas alcancei seu pulso e avancei com a minha cabeça contra a dela. Julieta segurou meu crânio com as mão que lhe sobrara e a poucos centímetros deu chocar-me com ela, minha oponente conseguiu interromper minha investida, avançando com o ombro contra o meu peito.

Senti falta de ar.

- Aprendi muitos truques quando estava fora irmãozinho... - falou ríspida, colocando a coxa entre as minhas pernas, posicionando o alto do joelho na minha virilha. Senti um desconforto, mas quando percebi, eu já estava no chão. Senti meu ar escapar de vez.

Julieta travou o pé em meu pescoço já clamando pela vitória. Porém, eu acertei um golpe detrás de seu joelho com a mão firme, fazendo Julieta vacilar a perna. Foi ai que fiz uma gangorra no chão com o corpo, fazendo minhas pernas se amarrarem contra a cintura da minha irmã e no movimento seguinte da gangorra, fazer ela receber o impacto do chão, junto com a força cinética que eu criara com o movimento de gangorra.

- Eu também aprendi algo! - Retruquei

Nós rimos e o treino acabou.    

Habilidade usada:
➤ Treino Árduo: Essa habilidade permite ganhar 1 ponto extra em todo treinamento que realizar. 
➤ Regrado: Habilidade de cumprir seus deveres. Assim sendo, cada treino equivale por dois.

Avaliação
Atualizado por: Érebo

Ótimo, como de costume!  

♦ NARRATIVA 15/20
♦ CRIATIVIDADE 16/20
♦ GRAMÁTICA  14/20
♦ HABILIDADE 18/20
♦ NPC 20/20
                       
TOTAL 83/100  
avatar
Mensagens : 95
Ver perfil do usuário
Nine ZaytsevFilhos de Ares

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Nine Zaytsev em Qua Fev 01, 2017 12:12 am

No outro dia, eu saí para procurar Danny, mas não o achei em lugar algum, por isso passei na arena para me distrair um pouco. Pensar no Halil, mesmo que por um instante sequer, me deixava meio ansioso.

Lá, Julieta estava aquecendo os punhos contra um saco de areia. Alguns alunos estavam apreciando o treino da instrutora mais eficaz do acampamento. Eu podia treinar esses garotos, mas não acho que tenho paciência com quem tá começando.

Cheguei perto e minha irmã me juntou com um garoto franzino de cabelos alourados e olhos esverdeados como esmeraldas. Ela fez par com outro garoto, de igual aparência do meu. Deviam ser gêmeos ou algum parente bem próximo.

- Hoje o treino vai ser em dupla, nós contra vocês - avisou a garota um tanto animada, mas com aqueles olhos frios que sempre tinha antes de sentar o braço em alguém.    

Quando notei, ela e o garoto loiro estavam a segundos de nos bater. Segurei o braço do meu companheiro de treino, puxando-o para trás de mim. Fui a frente, defendendo-me dos punhos rápidos de Julieta, já me esquivando dos golpes, diga-se de passagem, fortes do garoto. Fiquei boquiaberto, já que minha defesa me custou o equilíbrio. O menino conseguiu me fazer recuar um metro atrás. De quem essas crianças são filhos?

Não obtive resposta, já que minha irmã estava no ar tentando chutar meu rosto com uma série de golpes de pernas em sequencia. Consegui aparar, mas não notei que o outro alvo estava próximo demais de mim, mirando a boca do meu estômago. Eu já estava prevendo a dor, mas ela não me veio. Empurrei Julieta com a minha mão estendida e olhei de relance para baixo. Meu parceiro havia me protegido da morte certa e continuava lutando com o irmão numa velocidade e força que eu desconhecia.

Meus olhos ainda estavam admirados e Julieta achou a brecha certa para me derrubar. Cai de costas no chão, mas antes de poder me levantar, ela havia colocado o peso de sua perna em meu pescoço. Meu parceiro desferiu um soco contra ela, mas Julieta defendeu-se com periculosidade e precisão. Porem, deixou que a perna vacilasse quando meu amiguinho tentou outra investida contra ela. Me agarrei a essa chance, cruzando minhas coxas em sua panturrilha. Eu só não a derrubei em combo aos golpes do meu companheiro, pois o irmão chato dele já estava ali para destruir nossos planos.

Eu continuava agarrado a perna de julieta, mas ela não me deixava quieto e sentou o braço em mim com força, eu estava no meu limite e logo desistiria do combate. Minha irmã só parecia uma garota frágil. Ela na verdade era uma máquina de combate e seus punhos soavam como pistões de um motor. Eu ia ficar roxo e dolorido na manhã seguinte. Meu companheiro e o irmão dele estavam caídos no chão e reclamavam de exaustão.

Eu seria o próximo...

- Chega, eu Desisto! - bati duas vezes no chão.

Julieta me largou e me ajudou a levantar. Ela nos deu uma lição e nos advertiu de que na próxima aula as coisas seriam pior e que nós precisaríamos trabalhar em equipe. Além disso, ela me disse que Jake e Jonh eram Heraclitas, um dos poucos hoje em dia, Isso explicava a força deles.

Habilidade usada:
➤ Treino Árduo: Essa habilidade permite ganhar 1 ponto extra em todo treinamento que realizar. 
➤ Regrado: Habilidade de cumprir seus deveres. Assim sendo, cada treino equivale por dois.
Avaliação
Atualizado por: Thanatos

Ótimo, como de costume!  

♦ NARRATIVA 13/20
♦ CRIATIVIDADE 14/20
♦ GRAMÁTICA  16/20
♦ HABILIDADE 17/20
♦ NPC 20/20
                       
TOTAL 80/100  
avatar
Mensagens : 95
Ver perfil do usuário
Nine ZaytsevFilhos de Ares

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Ace Kurama em Sex Maio 26, 2017 2:28 am

Fazia algum tempo deste que não retornaria a este local, procuraria a responsável pelos meus ensinamentos em saber usar os punhos adequadamente.
-Julieta.?
-Oh ola Ace como estas faz tempo que não te via, o que te traz por aqui de novo.
-O mesmo de sempre July, procuro seus ensinamentos mais uma vez.
-Procuras levar porrada uma vez mais queres tu dizer.
-Ahh não sejas assim ambos sabemos que estou melhorando.
-Verdade mas ainda assim precisas de muito do que apenas um soco em mim, para me derrubar.
-Quem sabe não te derrube agora muita coisa mudou ate hoje sabia.
Demonstrando supressa logo começaria a caminhar para o meio da arena.
-Pois bem venha me demonstrar o que mudou ate hoje.
Sorrindo eu ia atras dela e ficaria frente a frente com ela e levantaria os punhos.
-Pois bem estou pront.... Antes que pudesse completar a frase Julieta me daria um murro.
-Isso é básico Ace ter sua defesa levantada e nunca se distrair
Levantaria minha defesa e partiria para cima de Julieta com socos rápidos, Julieta se desviaria como seria de se esperar e a mesma ia contra atacando, mas eu também não ficaria parado eu desviaria dos socos de Julieta e quando não podia desviar eu usaria minha mão para defender o soco dela.
Apos tantos treinos este parecia mais um desafio de boxe para ver que seria o primeiro a acertar no outro, socos voavam em direção um do outro e nenhum cedia, apesar de ser mestre Julieta, eu estaria me saindo bem perante ela, me conseguindo esquivar e defender dos punhos dela
Apos uns minutos com trocas de socos, eu notaria uma abertura na defesa dela e não esperaria lançaria um soco por baixo e acertaria no queixo de Julieta mas por azar a sua rapidez fez com que um soco passa-se minha defesa e me acertasse no lado direito.
O resultado desses ataques seria eu ir para o chao e Julieta voava para trás.
Ambos ficaríamos deitados no chao, recuperando o folego e ao mesmo tempo a conciencia que estaira meio distorcida da pancada, e do nada Julieta começaria a rir bem alto.
-Realmente sua força mudou, sua habilidade e agilidade também, que supresa.
Com as palavras dela eu começaria a rir junto com ela.
Apos um tempo de descanso eu me levantaria e caminhava ate Julieta e estendia a mao para ela.
-Va vem Ju, eu te ajudo a levantar.
Ela se levantaria. -Obrigada.
-Obrigado eu, por me ensinar tanto, voltarei aqui um outro dia por hora irei descansar, ou talvez visitar o lacaile quem sabe. Dizia rindo ao mesmo tempo que me despedia com um aceno saindo da arena.

Avaliação
Atualizado por: Hipnos
Bom. 

♦ NARRATIVA 13/20
♦ CRIATIVIDADE 10/20
♦ GRAMÁTICA  15/20
♦ HABILIDADE 15/20
♦ NPC 10/20
                       
TOTAL 63/100  
avatar
Mensagens : 150
23
Ver perfil do usuário
Ace KuramaFilhos de Hades

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Nine Zaytsev em Seg Jun 19, 2017 4:11 pm

Os dias estavam monótonos e a minha vontade de ia ao lago já não era incontrolável.

Fui até a arena treinar, já que é tudo o que me resta agora. Amarrei meus punhos com faixas brancas que a arena disponibilizava e para aquecer um pouco o corpo, pulei corda, revezando 10 minutos de corrida por três séries seguidas. Bebi água e fui socar um saco de areia para que meu corpo suasse mais um tanto. Minha mente se esvaziava quando me movimentava e era bom. Bom até demais.

Minha irmã cutucou meu ombro e rapidamente tentei derruba-la, mas a garota era tão mais ágil que caiu de pé na minha frente, imobilizando meu braço. Meus olhos de guerreiro cruzaram os dela e abri um sorriso de tubarão, mostrando todos os meus dentes. Julieta me devolveu o olhar e quando percebemos, já estávamos travando um combate.

Eu avançava com meus pés e a garota recuava e uma vez ou outra avançava para que eu recorresse à andar para trás. Nossos braços estavam travados, mas claramente eu tinha mais músculos no braço que ela e consegui me soltar. Golpeei o ar e Julieta me devolveu três golpes de mão aberta na altura do meu peito. Senti meu ar se interromper.

Tossi.

Engasguei.

Recobrei meus movimentos antes dela acertar meu rosto. Segurei seu punho, mas não o suficiente para surpreende-la. Defendi meu corpo do chute cruzado. Desviei para a direita, esquerda, esquerda, dei um passo atrás, dois pra frente, segurei sua outra mão e num puxão a garota rodopiou-se nela mesma pelos meus braços conseguindo se soltar de mim. Levei outra sequência de golpes nos meus antebraços. Eu senti a dor corroendo minhas veias e automaticamente tornando minha pele roxa.

A garota avançava como nunca avançou antes. Minhas costas colaram na parede e a plateia vociferou o nome da minha irmã - JULIETA! JULIETA! JULIETA! - Senti um pouco de ansiedade, mas ainda não era meu fim. Desviei para baixo, deixando que Julie destruísse a parede atrás de mim. Abracei seu tronco num abraço de urso. A garota me dava cotoveladas nas costas, mas segui meu movimentos. Pulei no ar, e me afundei no chão levando minha irmão comigo. Choquei-a com força contra o tablado da arena. Ouvi seus ossos estalarem e um sopro de ar se rompendo de sues lábios.

Me afastei só um pouco antes de finalizar com um chute em seu peito, mas a garota se recuperou do baque e rolou para a esquerda. Minha instrutora tesourou a perna que me dava sustentação e me derrubou. Rapidamente me deu uma chave de perna em meu pescoço e me forçou a desistir. Bati minha mão três vezes no chão e ela soltou-me de meu carcere.

- Aprendeu uns truques novos Nine. Só não me derruba de novo ou te mato! - falou ela. Eu ri em resposta.

- Você precisa me ensinar a bater de mão aberta! - disse animado.

Conversamos bastante pela tarde e marquei um retorno na semana seguinte.

Habilidade usada:
➤ Treino Árduo: Essa habilidade permite ganhar 1 ponto extra em todo treinamento que realizar. 
➤ Combatente: Os filhos de Ares são ótimos lutadores no combate não-armado. Podem se especializar em um único estilo de luta, ou então lutar apenas por contra própria. Sempre em lutas desarmadas seu "treinamento corpo x corpo" é multiplicado por 2.
➤ Bom de Briga: Habilidade de ser bom no mano a mano. Ganha-se 1 ponto extra de treinamento em punhos toda vez quer  treinar punhos.
➤ Regrado: Habilidade de cumprir seus deveres. Assim sendo, cada treino equivale por dois.

AVALIAÇÃO


80XP de 100XP


NARRATIVA18/20
CRIATIVIDADE 13/20
GRAMÁTICA17/20
HABILIDADE17/20
NPC15/20


Foi um treino curto Nine, mas algo relativamente bom, gostei da forma de como você descreveu o combate, usou detalhes importantes para que tornasse a leitura diferenciada e gostosa de se ler. Continue assim. Numa próxima tente revelar mais a personalidade da NPC, garanto que lhe dará uns pontos a mais.

Atualizado pelo tio Zeus.
avatar
Mensagens : 95
Ver perfil do usuário
Nine ZaytsevFilhos de Ares

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Punhos e Soqueira ♦

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum