Últimos assuntos
» Chalé 8: Ártemis
Hoje à(s) 10:54 pm por Melissa Thorne

» MNM - Flores noturnas - Chandra, Alexander e Theod
Hoje à(s) 4:29 am por Theod Tigernach

» White Belladona - Tenda do Albafica
Hoje à(s) 2:26 am por Albafica

» Enfermaria do Acampamento
Hoje à(s) 1:52 am por Mnemosyne

» ✮ NPC'S - TERRORISTAS ✮
Ontem à(s) 6:41 pm por Panteão

» MvP - Jake Tyler
Sab Dez 16, 2017 8:00 pm por Héstia

» EVENTO - TERROR DE HALLOWEEN
Sex Dez 15, 2017 2:17 pm por Hipnos

» Chalé 24: Thanatos
Sex Dez 15, 2017 12:49 am por Cecil Hyunhan

» Shiny Pawn - Serviço de venda do Ace
Qui Dez 14, 2017 7:37 pm por Ace Fox

Irmãos
3 de 5
Créditos
» Skin obtenido de Captain Knows Best creado por Neeve, gracias a los aportes y tutoriales de Hardrock, Glintz y Asistencia Foroactivo.
» Demais Créditos ao fórum e a Mayu Amakura da Lotus Graphics.
Elite
7 de 9
Parceiros
27 de 33

♦ Treino com Facas e Foices ♦

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

♦ Treino com Facas e Foices ♦

Mensagem por Panteão em Dom Maio 29, 2016 10:40 pm

Relembrando a primeira mensagem :



FACAS & FOICES
Round 1!
Nesta parte da arena, se encontra facas, adagas, punhais e qualquer outro tipo de arma cortante de curto alcance como katares e foices. Os manequins são feitos de um polímero especial para imitar as diferentes peles de monstros. Então tem bonecos com pele normal, escamosos, com placas de ossos grandes e assim por diante. Também há alvos em diversas distâncias e alguns móveis. Se não quiser treinar sozinho, você poderá usar um dos instrutores do local para incrementar o treinamento, além de socializar com os mesmos. Aqui você encontrará uma menina muito bonita de cabelos cor de rosa e muito efusiva, Seu nome é Zoey. Há também uma latina sarcástica que pega pesado de nome Aurora e, um garoto de Atena muito depravado que se chama Mathews Para saber mais sobre eles, basta entrar na biblioteca, na Área de NPCs.

Cada Treinamento, rende no máximo 100XP, distribuídos da seguinte forma: Narrativa (20XP), Criatividade (20XP), Gramática (20XP) e Habilidade com Arma (20XP). Caso use o NPC, este rende o restante de XP para completar os 100XP.
Bom treinamento.  


avatar
Mensagens : 299
Ver perfil do usuário http://godlikeheroes.forumeiros.com.pt
PanteãoDeuses

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: ♦ Treino com Facas e Foices ♦

Mensagem por Mnemosyne em Qui Nov 16, 2017 6:38 pm

Luiz Hayabusa


Luiz, seu treino não ficou bom. Para começar, há mais diálogo sobre assuntos que não estão relacionados ao treino do que treinamento em si. Há apenas um parágrafo de treino e é possível notar a pouca dedicação que foi dada a ele. Não repita algo assim novamente.

Pude encontrar alguns erros ortográficos, mas não muito graves. Seu maior problema é colocar iniciais maiúsculas em palavras no meio de frases sem uma razão para isso. Não é preciso escrever “Filho de Atena”, o correto — quando não está começando uma frase — é “filho de Atena”.

Evite repetir palavras muitas vezes, principalmente se estiverem numa mesma frase e a repetição não servir para enfatizar algo (essa técnica não é aconselhável de ser utilizada demasiadamente). Use sinônimos para auxiliá-lo. Além de deixar seu texto melhor para a leitura, aumenta o seu vocabulário.

Hífen (-) não é travessão (—), portanto, não o utilize no lugar dele para separar falas da narração. Isso permitirá um ganho de pontos em treinos e missões que você me agradecerá por ter contado.

Incorreto: “- Bom... pelo que posso ver treinou bem. [...]”
Correto: “— Bom... pelo que posso ver, treinou bem.”

Atente-se um pouco mais ao uso das vírgulas. Pesquise o uso de pontuação, caso nunca tenha feito. Acabará aprendendo quando usar vírgula, ponto e vírgula, ponto final, reticências e talvez mais.

Por favor, evite cores tão cegantes em suas postagens. Obrigada!


Narrativa: 05/20
Criatividade: 05/20
Gramática: 05/20
Habilidade: 05/20
NPC: 15/20

Total:  35/100


Atualizado
avatar
Mensagens : 99
Ver perfil do usuário
MnemosyneTitãs

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Facas e Foices ♦

Mensagem por Aaren Young em Sex Nov 17, 2017 7:05 pm

killer... duck?

Eu estava na arena por motivos totalmente sérios: conseguir fotos de garotos. Corria o boato de que um dos instrutores tinha um talento divino para essas coisas, e como uma admiradora da bela arte era minha obrigação dar uma checada.

— Tudo pela verdade, saca? — falei enquanto procurava com os olhos alguém com a descrição que me deram do filho de Atena. Cabelo escuro, bem arrumado, cara de anjo, olhar de diabo... Eu pegava.

Infelizmente não consegui encontrar ninguém assim entre as dezenas de rostinhos bonitos treinando com espadas, facas e outros objetos pontudos. Mas encontrei minha irmã. Ela estava lá, girando duas adagas douradas com uma cara de fodona enquanto dois semideuses avançavam para cima dela – um pela frente e outro pelas costas. Abaixou-se bem na hora que eles iam acertá-la e rolou para o lado. Os garotos trombaram um no outro e antes que percebessem tinham a lâmina de ouro a milímetros do pescoço.

— Injusto... — reclamou o mais baixo.

Sua cara parecia uma torrada amassada – os cabelos verdes estavam bagunçados, as bochechas rosa-insolação e a expressão era a de quem bateu a cabeça algumas vezes. O que era totalmente justificável, já que ele tinha acabado de dar de cara com o moreno gato a sua frente. Eu ficaria do mesmo jeito.

— Concordo. Do jeito que você luta deviam ter vindo três contra um. — minha irmãzona alfinetou.

— Ai. Essa doeu em mim. — comentei com uma careta. Péssima ideia.

Aquele mulherão me ouviu. Senti minha espinha gelar quando nossos olhares se cruzaram. Ela apontou uma das adagas em minha direção e perguntou:

— Por que você não sai da moita e vem ajudar esses menininhos, então?

Arrastei meus pés para trás e abri um sorriso nervoso.

— Ah, é... Eu adoraria, mas sabe, eu não trouxe uma faca e-

Ela atirou a adaga e eu soltei um gritinho nada digno. Dei um pulo para trás e vi a lâmina se cravar bem onde eu estivera dois segundos atrás.

— Usa essa. Vamos.

Engoli a seco. Não queria saber o que mais ela atiraria se eu dissesse não, então me abaixei para arrancar a arma do piso. Quando fiquei de pé o garoto de cabelos verdes já estava caído. Nocauteado por tropeçar em uma... Cadeira? Por que tinha uma cadeira no meio da arena? Antes que eu tivesse tempo para pensar minha irmãzona veio sem dó nem piedade para cima de mim.

— Podemos conversar sobre isso? — perguntei enquanto apertava a adaga com as duas mãos.

Estendia meus braços ao máximo para deixar aquela máquina de humilhação longe de mim, mas ela continuava chegando perto. Recuei um passo. E mais outro. E mais outro. E bati de costas contra uma pilastra. Como se aquilo não fosse o suficiente, vi o moreno se aproximando pelas costas de minha mana com um sorriso convencido.

— Santa Tique. — choraminguei e me joguei para o lado no mesmo momento em que Aurora. Ele bateu de cara na pilastra e ficou um pouco menos gato enquanto sangue jorrava de seu nariz.

Alguma coisa se chocou contra minhas pernas. Senti meu equilíbrio indo embora, e então minha bunda batendo no chão.

— Perdeu alguma coisa na cara dele? — perguntou minha doce irmãzona.

— Perdi... Perdi meu orgulho, perdi minha vontade de viver. Ah, eu acho que perdi meu ônibus! Eu devia mesmo ir.

Ela revirou os olhos e se virou para enfrentar o gato de nariz sangrando antes mesmo que eu terminasse minha fala. Já eu perdi uma ótima oportunidade de ficar na minha. O espírito vingativo por caras lindas detonadas e traseiros doloridos tomou conta de mim e tentei dar uma rasteira naquele mulherão.

Para quê?

Ela pulou minha perna como se fosse um graveto e girou em seus calcanhares. Tinha um brilho divertido no olhar. Pelo jeito eu tinha acabado de deixar as coisas mais interessantes – de virar um alvo interessante.

— Merda, Aaren... — me xinguei, abrindo um sorriso que parecia mais um animal assustado mostrando os dentes. — Como é que você se mete nesses buracos?

Rolei para o lado quando ela avançou com a adaga. Era estranho. Não parecia que ela queria me acertar de verdade, mas os dois garotos sangrando eram prova viva de que Aurora não estava pegando leve. Tentei ficar de pé e soltei um “au!” esganiçado ao sentir minha cabeça bater em algo. Eu estava debaixo de uma mesa.

Uma mesa na arena?

Engatinhei para o outro lado dela e a usei como um escudo doméstico. Era tudo um pouco ridículo: Aurora corria para um lado, eu corria para o outro. Sempre deixando a mesa entre nós. E no meio dessa correria tive tempo de olhar de verdade para o lugar onde eu estava.

Mesas, cadeiras, caixas, cordas... Esses eram os objetos menos estranhos espalhados pelo chão. Aquele pedaço da arena parecia uma venda de garagem, cheia de tralhas espalhadas por todos os lados. Algumas estavam quebradas. Outras estavam ensanguentadas. Foi olhando para o contorno avermelhado em um pato de borracha que percebi que as adagas eram as coisas menos perigosas naquele lugar.

Como uma amante das coisas-não-tão-perigosas decidi que era hora de enfrentar minha irmãzona de frente. O que seria uma ideia brava e heroica, se eu soubesse usar uma adaga. Como não sabia, o resultado foi mais idiota e patético.

Quando ela resolveu se aproximar eu não saí correndo. Dessa vez me virei com a adaga em riste e encontrei a dela no ar, o que foi um ótimo começo. Aurora ergueu uma sobrancelha e girou o pulso. Minha arma girou junto e escapou de meus dedos, caindo com um “tin-tin-tlec” no chão. Ups.

Pulei atrás da faquinha dourada e senti a lâmina de Aurora raspando em minha blusa. Aquela foi literalmente por um fio. Virei o corpo para ficar de frente para ela e soltei mais meia dúzia de gritinhos conforme pulava para todos os lados em uma tentativa de desviar de seus golpes.

Já falei que foi patético?

Balancei a adaga como uma criança brincando de espadinha, e foi só por benção de Tique que minha arma defendeu qualquer uma das investidas. Ou talvez Aurora não estivesse tentando me acertar de verdade.

Senti meu calcanhar roçar em algo. Uma corda esticada. Ela queria me fazer tropeçar que nem o Cara De Torrada.  Pulei aquela coisa e me abaixei ao ver um vulto voando em minha direção. Ele bateu na parede com um “squeech” e caiu aos meus pés com seus apavorantes olhos de pato de borracha.

— Como-

Aurora mal me deu tempo para entender o que tinha acontecido. Avançou com sua adaga e só parou quando a lâmina estava a milímetros de meu pescoço.

— Gamou no pato também? — perguntou, a voz recheada de sarcasmo.

— Não exatamente. — respondi com um sorriso amarelo.

O moreno chegava atrás dela, seu bigode coberto de sangue seco e a postura transbordando determinação. Aurora não pareceu reparar. E não precisou, também – quando ele estava quase chegando tropeçou na corda que eu pulei e caiu de cara no chão.

— Você devia olhar por onde anda. — a instrutora lhe disse. Abaixou a adaga e tomou a que eu segurava. — Por hoje é só, crianças. Tentem não cair tanto na próxima vez.

E assim, com um sorriso que dizia “bom trabalho, pessoal! Até semana que vem!”, ela deixou a gente lá. Fui com o Senhor Nariz Sangrento até o Cara De Torrada, que parecia precisar de uma forcinha para se levantar, e saímos da arena como um trio de fracassados. Mais um dia comum no Acampamento Meio-Sangue.

(ross)


Habilidades passivas:
➤ Perícia com adagas: Grande habilidade com adagas e facas. Ganha-se dois pontos de treinamento por treino feito.
avatar
Mensagens : 31
16
Ver perfil do usuário
Aaren YoungFilhos de Hermes

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Facas e Foices ♦

Mensagem por Mnemosyne em Sex Nov 17, 2017 10:15 pm

Aaren Young


Aaren, gostei muito do seu treino. Parabéns! É muito raro eu gostar da narrativa de alguém, mas você conseguiu. Usou a primeira pessoa de uma maneira muito eficiente e cômica, sem tirar o necessário (o treino em si). Isso é algo que poucos conseguem.

O uso de NPC foi muito bom, assim como os sem nome que criou especialmente para o treino. Pareceu tudo bem natural, os personagens não pareciam robôs utilizados somente para completar sua postagem. Isso contribuiu muito para que a leitura fosse impossível de interromper. Parabéns novamente.

Infelizmente, ainda há alguns pequenos erros que precisam ser corrigidos. Eles são bem comuns e eu não costumo comentar muito sobre eles, mas como você não apresentou mais erros, sou obrigada a falar.

Incorreto: — Ai. Essa doeu em mim. — comentei com uma careta.
Correto: — Ai. Essa doeu em mim — comentei com uma careta.

Caso não tenha reparado na correção, veja que na segunda versão não há ponto final depois de “mim”. Isso acontece porque, após o travessão, você narrou algo a respeito da fala. Em situações como essa, não se utiliza o ponto final e a palavra após o travessão sempre se inicia com letra maiúscula.

Quando o que vem a seguir do travessão não se referir a fala, e sim a algum personagem ou alguma outra coisa, deve haver um ponto final antes do travessão e a palavra depois deve iniciar com maiúscula. Todavia, isso não vale para todos os pontos, como interrogação e exclamação. Embora você tenha feito corretamente nesse trecho:
— Podemos conversar sobre isso? — perguntei enquanto apertava a adaga com as duas mãos.

O segundo problema é a ausência de vírgula em um momento necessário. Recordo-me de ter sentido a falta de apenas duas, aqui:
Como uma amante das coisas-não-tão-perigosas decidi que era hora de enfrentar minha irmãzona de frente.
Quando ela resolveu se aproximar eu não saí correndo.



Narrativa: 20/20
Criatividade: 18/20
Gramática: 16/20
Habilidade: 18/20
NPC: 20/20

Total:  92/100


Atualizado
avatar
Mensagens : 99
Ver perfil do usuário
MnemosyneTitãs

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Facas e Foices ♦

Mensagem por Albafica em Qui Dez 07, 2017 8:50 pm

MY SKIN IS RADIOACTIVE

Não era sempre que eu saia da clareira, mas eu senti meu corpo acelerar e eu precisava descarregar um pouco de adrenalina que corria dentro do meu sistema. E o melhor lugar pra isso era a arena, ou melhor, Zoey.

Tirei minha faquinha da cintura, não ligando para a alça que caia pelo meu ombro direito. Avancei uns dois passos pra frente de maneira rápida e lancei meu punho pra frente usando a força do meu braço como alavanca, soltando minha adaga de bronze pela tangente, deixando que a inercia conduzisse minha arma até a garota tagarela de cabelos cor-de-rosa.

Ouvi o som metálico de algo sendo arrebentado, mas não tive tempo de pegar minha arma recém defendida. Zoey já estava tentando me golpear à golpes curtos e retos pelo meu peito e barriga. Por sorte, eu ainda tinha a vantagem de estar um pouco distante e seus braços curtos não me pegavam. Dei uns dois ou três passos para trás e agarrei o punho da garota, a empurrando para frente, abrindo um espaço para que eu pudesse pegar minha arma que estava caída no chão.

Assim que peguei-a do chão, minha respiração parou um segundo e a alça do outro lado caiu. A instrutora era rápida e com as suas sais já emplacava dois golpes diagonais. Se eu não tivesse uma estrutura muscular desenvolvida, eu teria sido desarmado novamente.

- Você não tem escapatória Albafica! Vou te derrotar dessa vez e... - fez um longo discurso sobre como ela iria me abater, entre outras coisas como retocar a cor do cabelo ou como se sentia em relação à Allegra. O interessante é que ela avançava enquanto tagarelava sobre a vida. Meus lábios sorriam ao vê-la dançando no ar buscando uma brecha sequer na minha defesa.

Suei...

A instrutora deu um giro no ar acertando meus antebraços com dois chutes, forçando meus braços para baixo, abrindo espaço amplo no meu peitoral. Tentei colocar os braços para cima, e aparar seu próximo ataque com a lateral da minha arma, mas meus braços travaram por causa das alças - Por isso que prefiro ficar pelado - pensei comigo mesmo.

Zoey, ainda no ar, como um flamingo, deu outro giro de chutes pela minha nuca, desestabilizando minhas pernas. Meu cerebelo ficou meio tonto no líquido cerebral e vi um milagre acontecer. A garota travou a lâmina da minha arma nos dentes de sua sai e com a outra perfurou os ligamentos do meu ombro, me imobilizando. Meu sangue borbulhou ao sair de mim e respingou na mão da garota.

- Ok, ok... eu desisto...
- Disse por fim - Mas é melhor você ir correndo até a enfermaria... - avisei.

Zoey tossia e cuspia sangue. Meu veneno estava fazendo efeito. Ela fora socorrida por uma equipe de curandeiros e mesmo envenenada, tagarelava sobre a vida e como acharia um jeito espetacular de me vestir com roupas melhores para movimentos melhores.

Eu sorri. Esfreguei a nuca... e.... voltei para a floresta.


Tag: --- | Note: --- | Post: ---
Haymon Derrier LG
avatar
Mensagens : 185
Ver perfil do usuário
AlbaficaNovos Deuses

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Facas e Foices ♦

Mensagem por Mnemosyne em Ter Dez 12, 2017 5:27 pm

Albafica


Albafica, apesar do seu treino ter sido bem direto — algo muito bom e que aprovo —, senti que foi rápido demais. Talvez tenha produzido uma ilusão na leitura ao detalhar muito o que não era tão necessário e não comentar sobre o que importava mais. Não digo que isso foi muito ruim, mas sugiro que releia seus posts para confirmar que isso não aconteça.

Como de praxe, preciso criticar o uso de hífen no lugar de travessão. É algo errado e que sempre irá subtrair alguns pontos em seus treinos quando eu estiver avaliando. Também não recomendo o uso de hífen para pensamentos no meio da narrativa. Use vírgula, ou aspas, ou itálico, ou a mistura delas.

Exemplo: Não gosto de pizza, pensei enquanto mordia o pedaço que me foi oferecido. Mas preciso fingir que gosto, só para agradá-la.

Houve alguns usos bem desnecessários de reticências em seu texto, como no último parágrafo. Entendo que sua intenção tenha sido de transparecer o pensamento do personagem enquanto narrava o que havia acontecido, mas não exagere. Além do mais, primeira pessoa também segue a gramática e a ortografia quando não está descrevendo uma fala, assim como a terceira pessoa.

Encontrei uma palavra sem seu acento (inercia), um erro pequeno que só citei aqui para reforçar minha sugestão de releitura. Também aproveito esse momento de sugestões para recomendar que tome cuidado com cores de fala. O fundo verde do template evitou dessa vez, mas a fala da instrutora em vermelho poderia dificultar a leitura. Então sempre tome cuidado com as cores (algo que acredito que já tenha).



Narrativa: 15/20
Criatividade: 12/20
Gramática: 12/20
Habilidade: 15/20
NPC: 20/20

Total: 74/100


Atualizado
avatar
Mensagens : 99
Ver perfil do usuário
MnemosyneTitãs

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ♦ Treino com Facas e Foices ♦

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum